Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

L I V R E

mau feitio, 16.09.19

Não faz muito tempo que percebi que o Burguês já não é meu... eu já não sou a sua dona... se me perguntarem quantos gatos eu tenho, respondo que tenho três: o Burguês, o Marquês (mora no céu há 1 ano e meio) e o Winnie the Pooh. Para mim, serei sempre a sua dona e ele será sempre o meu melhor amigo felino, como eu lhe chamava, chamo e hei-de chamar até ao fim. Porém, já há meio ano que mal vem a casa  e cada vez vem menos. Nós sabemos do seu paradeiro e eu vejo-o às vezes e chamo-o... mas não vem mais, olha fixamente para mim e alguns minutos depois segue o seu caminho.

À exceção das necessidades serem feitas fora de casa, pois temos um quintal enorme, não há necessidade de ter uma caixa de areia dentro de casa, só nos dias de chuva é que pomos algo que eles possam usar caso precisem (o Pooh ainda é pequenino, faz dentro de casa), os meus gatos sempre tiveram toda a liberdade na nossa casa. Entram e saem quando querem, correm pela casa, brincam com o que querem e dormem onde querem. O B. não deixou de aparecer por falta de amor, comida, água, cuidados veterinários ou por maus-tratos. Nem foi por causa do Pooh, porque bem antes de o Pooh vir para nós, ele já estava ausente e eu nunca deixei com que ele se sentisse substituído. Diz-se que os gatos quando se tornem adultos, estão sempre na rua. Eu não sei.

Ele é que escolheu ser do mundo, das ruas... estar com os da sua espécie. Não sei até quando ou se voltará, mas no me cabe a mim, terá sempre a sua casa, a sua cama, a sua comida, a sua dona, se quiser e quando quiser voltar. Não concordo em que se prenda nem se force nenhum animal. Vai e volta, meu querido.

Já não me preocupa se por acaso, ele escolhe outra família ou quer viver assim, simplesmente nas ruas.

Nós nascemos para voar, para ir, para viver. Nós nascemos para a Liberdade. Somos do mundo, da vida, do vento!

Assim é o Homem, assim é o Animal.

 

 

eu.jpg

 

A trilha sonora da minha vida

mau feitio, 20.12.17
Música, música, música… quem vive sem ela?
Eu gosto de ouvir música desde muito cedo (4-5 anos),porque duma certa forma fui “obrigada”, uma vez que, fui durante muito tempo amais nova da família e apanhei a adolescência dos meus tios por isso os meus gostos musicais não coincidem muito com a minha idade atual, se bem que, ao longo do tempo, também fui descobrindo o meu próprio gosto. Sendo assim, vou fazer uma lista de algumas músicas ou cantores/bandas que marcaram e marcam a minha vida até hoje:
 
1. Bon Jovi;
2. My way – Frank Sinatra;
3. Blue;
4. Feel e Angel – Robbie Williams;
5. From this moment e Man! I feel like a woman – ShaniaTwain;
6. I can’t help myself, An Angel, Every baby – KellyFamily;
7. Vermelho – Fafá de Belém;
8. A Cantiga do Avô Cantigas – Avô Cantigas;
9. As músicas das Chiquititas;
10.Pedro Abrunhosa;
11. Jardins Proíbidos (com Olavo Bilac), Sei-te de cor,Vais entender (com Fafá de Belem), Ela é (com Anselmo Ralph) e Amor Maior (com Raquel Tavares) – Paulo Gonzo;
12. Excesso;
13. Anjos;
14. Blackstreet Boys;
15. Xutos & Pontapés;
16. Quinta dos Bill;
17. Tony Carreira;
18. José Cid;
19. Os putos – Carlos do Carmo;
20. Paulo de Carvalho;
21. Sobe, sobe balão sobe – Manuela Bravo;
22. I will Survive – Gloria Gainors;
23. Carlos Paião;
24. Sandy e Júnior;
25. Kelly Key;
26. Ricky Martini;
27. Enrique Iglesias;
28. Elvis Presley;
29. ABBA;
30.Queen;
31. Modern Talking;
32. Sinónimos, Evidências, Rancho Fundo e Brincar de ser feliz – Chitãozinho e Xororó;
33. April;
34. Estoy Aquí, Waka Waka- Shakira;
35. Pobre Vagabundo, Rapunzel, O Canto da Cidade, ilêPérola Negra – Daniela Mercury;
36.  Juanes;
37. Deja me llorar – Ricardo Montaner;
38. My immortal  –Evanescence;
39. Rui Veloso;
40. Black Eyed Peas;
41. DZR’T;
42. FF;
43. Il Divo;
44. Alejandro Sanz;
45. Edit Piaf;
46. Ne me quitte pas –Jacques Brel;
47. Amália Rodrigues;
48. Músicas da Hannah Montana (série infanto-juvenil com Miley Cyrus);
49. Ala dos Namorados;
50. Lionel Richie;
51. Jason Mraz;
52.  Imagine Dragon;
53.  Miley Cyrus;
54.  Adele;
55.  Sam Smith;
56.  Aerosmith.
 

Pronto, são muitas, mas são só algumas músicas e cantores/bandas que fizeram e, em alguns casos, ainda fazem parte da trilha sonora da minha vida. Como tudo na vida, uns foram embora com o tempo e outros ainda permanecem. Mas, guardo por todos um carinho gigantesco.

Imagem do Google Imagens