Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Aqui sinto-me em casa. E de que falamos na nossa casa com quem nos faz sentir bem? Sobre tudo!

O blog do Mau Feitio

Aqui sinto-me em casa. E de que falamos na nossa casa com quem nos faz sentir bem? Sobre tudo!

Primeiro post do ano 2023

Antes de mais, desejo a todos um Feliz Ano Novo!!

Design sem nome (3).png

Como vocês estão?

Por aqui está tudo ótimo, excetuando hoje que está muita chuva e vento forte, apesar de eu adorar  chuva não dá muito jeito para fazer as limpezas habituais de fim de semana... fica tudo húmido, mas pronto. 

Por agora, estou a ver As Crónicas de Nárnia: A Viagem do Caminheiro da Alvorada.

Estava a fazer zapping  e calhou que está a dar e como eu adorooo esta saga é isto que farei durante a próxima hora enquanto almoço, o estômago já está a dar horas.

Depois darei um jeito na casa, pelo menos aspirar. Algo superficial. 

Pois bem, espero que esteja tudo bem convosco e que todos os vossos desejos se realizem.

Até ao próximo post. 

Beijs.

__________________________________________________________________________________________________

Design Canva

RESPECT

Há uns dias, assisti ao filme RESPECT baseado na vida de Aretha Franklin.

respect-movie.jpg

Resumo da vida de AF:

Aretha Franklin começou por cantar na igreja onde o pai era pastor, até ser reconhecida como um ícone musical. Após a morte da sua mãe sete dias antes de ela completar dez anos, Aretha não conseguia falar até que o  seu pai forçou-a cantar no coro da igreja. Anos depois ela finalmente assina um contrato que muda a sua vida como cantora de jazz. Mas foi com a música "Respect" que a carreira de Aretha ficou conhecida para o resto do mundo.

Aretha foi uma grande influência no movimento de Martin Luther King sobre os direitos civis, assim como, MLK  foi uma grande influência na vida de Aretha e na sua música.

 Nunca deixou de ser defensora dos direitos civis e militante em prol das mulheres.

Aretha foi a primeira mulher a entrar para o Rock and Roll Hall of Fame, sendo vencedora de 8 Grammy Awards.

A música ''Respect'' foi escrita em homenagem a todas as mulheres que já foram maltratadas, por isso, o nome do filme.

Foi Aretha  quem escolheu a atriz Jennifer Hudson para interpretá-la no filme biográfico.


(O meu) Resumo do filme e a minha opinião incluindo pesquisas:

Apesar de o filme ser bastante soft, contém uma ou duas cenas em que dá a entender que Ree (era assim que era tratada pelos seus) sofreu de abusos sexuais  e ficou grávida ainda criança. Depois de assistir, fui pesquisar mais sobre a sua vida e a paternidade das suas duas primeiras gravidezes será para sempre uma incógnita. No entanto, segundo li, o seu pai é que decidiu que ela ia ter dois filhos. O primeiro teve-o aos 12 anos e o segundo aos 14 anos. Ser decisão do pai que ela teria dois filhos e ela tê-los ainda criança, na minha opinião, significa muita coisa. Pelo que pesquisei, o pai de Ree tinha o costume de organizar orgias na igreja onde ele era pastor e diz-se que a filha ainda criança foi submetida a uma dessas orgias, por isso, existe a dúvida se o pai dela não será o progenitor de um dos filhos de Aretha. 

A mãe separou-se do pai por causa dos seus mau-tratos e infidelidades, incluindo escândalos sexuais que envolviam crianças.

A maior parte disto são especulações que só a própria Aretha Franklin podia afirmar ou negar. Mas, há algo que me incomoda: no filme, em todas as cenas em que Ree se lembra desses momentos e entra em crises de depressão em que apenas bebe até mais não, só lhe dizem para entregar as suas dores e os seus demónios a Deus. 

Isso irrita-me num grau muito profundo! A mulher sofreu abusos sexuais, foi mãe ainda criança... viveu parte da sua vida como o pai  mandava e desmandava, teve dois maridos que só a queriam controlar e  maltratar (no filme, só aparece os maus-tratos de um) e o único conforto que recebia era: entrega para Deus?!

Eu acredito em Deus, mas é só isso? Entrega para Deus? RRRRRRRRRR.... Que nervos que isso me dá!!

Apesar de ela se recusar a contar, ninguém tentou saber de facto, o porquê daquelas crises, ninguém insistiu... apenas aconselham-na assim: conta ao Senhor.

Pelo que eu vi, o Senhor não fez nada. 

E a mãe, separa-se do pai pelas razões que referi acima e deixa as filhas com ele??? Eu (não) quero julgar, mas ????? eu não entendo. 

Bom... metade disto não aparece no filme. Eu estou a escrever de acordo com aquilo que pesquisei.

Aparecer, aparece mas nada é explícito. Subentende-se que aconteceu.

E depois de adulta, Aretha entra várias vezes em crise de depressão e nós vemo-la a recordar-se desses momentos.

Aretha é questionada se alguma vez irá mencionar quem o pai dos filhos ao que ela responde que não, e nota-se o desconforto dela ao falar daquele assunto.

Outro pormenor que notei foi o fanatismo do pai por ela. Está sempre a pressiona-la para que cante, para que esteja sempre perto dele.

Contudo, Aretha Franklin nunca falou sobre nada, se sofreu abusos, quem foi... Ela nunca quis falar sobre o que a atormentava, apenas cantava.

Acho que foi a sua maneira de lidar com esses demónios.

Como diz o ditado:

Quem canta, seus males espanta.

Conclusão:

À parte disso, sem dúvida que Aretha Franklin foi uma grande cantora que estremeceu com o mundo, foi uma voz muita importante e ativa para as mulheres negras, porque com a sua música e a influênca nunca deixou de lutar junto do seu povo pelos direitos civis. Apesar dos seus demónios, como é referido no filme, não nos privou da sua grandiosa voz nem do seu sucesso.

A certa altura, segundo o filme, ela conseguiu ser dona da sua vida e, por isso, pelo que viveu, pelo que representou e representará sempre, pelo seu sucesso merece cada prémio, cada aplauso, cada abraço, cada sorriso que recebeu. 

É isto.

Vocês já viram o filme? 

Eu sei que não é deste ano, mas só agora é que pôde assistir.

Beijs.

___________________________________________________________________________________________

Imagem do GOOGLE IMAGENS

30 DIAS ESCREVENDO #14

Filmes favoritos que nunca cansa de assistir

Ui... a lista é grande mas vamos reduzi-la para cinco ou seis ou sete ou oito... 

Dia dos namorados montagem de fotos.png


Bom... enumerei-os mais para entenderem que filme é cada um:

1- Kickboxer - o desafio do dragão;
2- Taken 1 - Busca implacável;
3- Les intouchables;
4- Pretty Woman;
5- About Time;
6- América Proíbida.

 

Isto está, mais ou menos, por ordem de preferência, se bem que tenho dúvidas se gosto mais de uns do que outros.

Não vou resumir cada um porque acho que são filmes bastante conhecidos e que estão sempre a passar na TV (isto é uma forma educadíssima de dizer que não tenho paciência para escrever do que se trata cada filme).

Aqui estão seis mas há imensos filmes que não me canso de ver. Eu acho que tenho top 1000 de filmes favoritos.

Enfim...

Décimo quarto dia, já está.

Beijs.

__________________________________________________________________________________________________

Design Canva | Montagem feita por mim | Imagens do Google Imagens

Visto

Tinha imensa curiosidade de assistir a estes dois filmes baseados na história verídica do Caso Richthofen:

amazon-prime-video-suzane-von-richthofen-menina-qu

 

De classe média alta, a família era descendente de nobres alemães por parte dele, que era engenheiro. Marísia era psiquiatra. Os dois foram mortos no dia 31 de outubro de 2002 pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos a mando da filha do casal, Suzane von Richthofen. Inicialmente o caso foi tido como latrocínio, mas dez dias depois eles confessaram o crime.

(...)

A motivação fútil do crime foi porque Manfred e Marísia eram contra o namoro de Suzane e Daniel. Eles foram condenados a 39 anos de prisão e Cristian a 38 anos pelo crime.

 

E, pelo que contam os filmes, os pais de Suzane eram muito controladores em relação aos estudos e ao seu futuro.

Foram feitos dois filmes para apresentar as duas versões contadas em tribunal, a de Suzane  e a versão de Daniel, o namorado.

A versão contada por ela, para mim foi mais pesada.

Estou ansiosa para ver o próximo que será a confissão do crime baseado no ponto de vista dos policiais e depoimentos em tribunal.

É chocante como é que se chega ao ponto de arquitetar a morte dos próprios pais ou de quem quer que seja. É preciso estar bastante descontrolado e muito louco para embarcar na ideia. 

Que horror!

Vocês já assistiram?

 

Imagem do Google Imagens

Descrição daqui

The Vow!

Oiiie!

Eu não sei se já partilhei este filme aqui com vocês, já andei p'ra'qui para trás e para a frente mas não encontrei.

De qualquer das formas se já partilhei, partilho novamente porque nunca é demais partilhar.

Voltei a assisti-lo há poucos dias atrás:

20127313.webp

*

 

The Vow ou Para Sempre em brasileiro ou ainda Prometo Amar-te  em português é inspirado numa história verídica que conta a vida de Paige e Leo.

Paige é casada com Leo com quem é imensamente feliz e realizada. Mas um acidente de carro deixa-a em coma. Quando ela acorda, não reconhece Leo e nada da sua vida depois de sair da casa dos pais, o que altera completamente a sua vida e compromete o seu casamento. 

Como só se lembra da sua vida antes de sair da casa dos pais, sente que estes são a sua única certeza, bem como, toda a sua vida antes de Leo, incluindo o ex-noivo por quem se sente atraída, por isso acaba por deixar Leo e vai viver novamente para a sua vida antiga.

Leo, por sua vez,  desiste  e aceita o pedido de divórcio depois de tantas tentativas de ajudá-la a sentir-se em casa e de tentar reconquistá-la, sente-se traído e injustiçado por Paige não se ter esforçado tanto como ele nem reconhecer o seu esforço. 

Não vou contar o fim para que no caso de não terem visto e quiserem ver o filme...

Apesar de eu compreender o lado da Paige, acho que ela se tornou numa menina fútil, mimada enjoada, cheia de cocó  na cabeça e '' ai não me toques...'' e embora, tivesse tido o acidente e não se lembrar duma parte da sua vida, na minha opinião, mostrou ser uma pessoa extremamente egoísta e mimada que não mereceu o esforço nem o perdão de Leo. Foi muito fácil para ela deixar a vida com Leo e voltar à vida que se lembrava, sem querer saber quem magoou... por exemplo: '' Ok. Tive um acidente, não me lembro deste nem desta vida, não gosto desta casa, destas roupas, destas pessoas... vou voltar para a casa dos meus pais. Tchau!'' Não lhe custou a tomar a decisão.

Bom, como disse inicialmente, não sei se já tinha partilhado este filme aqui, por isso, se partilhei não sei a opinião que dei na altura, de maneira que peço desculpa pela brutalidade da minha opinião atual.

Já assistiram a este filme?

Se sim, qual é a vossa opinião?

Beijs.

 

*Imagem retirada do Google Imagens

Alguém já viu?

Ultimamente tenho revisto alguns filmes, o último a que assisti foi este:

550x731.jpg

 

Não sei se vocês conhecem...?

Adèle é uma adolescente que enfrenta os desafios da chegada da maturidade. Sua vida toma um rumo inesperado ao conhecer uma encantadora garota de cabelo azul, com quem começará uma intensa relação e uma viagem de descobertas e prazer.

 

Eu gostei bastante do filme, porque conta o desenrolar da vida de uma adolescente à descoberta daquilo que lhe faz feliz, mas às vezes, por erros que se comete na vida, pode-se perder ''tudo'' de uma vez só.

Imagem do Google Imagens.

Informação: Wikipédia.

 

 

Rever é viver

Recomendo!

Se me peguntarem qual foi o filme preferido da Disney que marcou a minha infância, esqueçam A Branca de Neve e os Sete Anões, A Pequena Sereia, A Cinderela, O Rei Leão etc.

Embora tenha assistido a todos eles, esses filmes nunca me encantaram. Nunca fui fã de filmes de animação, apesar de às vezes ainda ver um ou outro.

Eu cresci a assistir filmes da Disney mas não só de animação. Sempre gostei de ver pessoas, com histórias comuns ao nosso dia a dia, algumas não tão comuns... mas sempre preferi ver pessoas.

Abaixo partilho dez filmes originais do Disney Channel (não tenho a certeza se todos são) por ordem de preferência que me acompanharam durante a minha infância, pré-adolescência e adolescência e que eu recomendo vivamente a quem tem crianças e adolescentes em casa:

1

Cartaz_do_filme_The_Parent_Trap.jpeg

2

Rip_Girls_poster.jpg

3

scale.jpg

4

FirstKidfilm.jpg

5

MV5BNTY0MGVhOGMtMjg3My00NDdiLTlkZjgtODI3MGM1ZDQzOT

6

Other_Me_promoposter.jpg

7

1ff75490f0133aebe62940e7b5a866d549c726732cd0790a47

8

Genius_dcom_poster.jpg

9

Smart_House.jpg

10

The_thirteenth_year.jpg

Considero que são filmes muito mais interessantes e úteis para uma criança do que muito que elas assistem atualmente: muita fantasia e pouca realidade sem mensagem nenhuma.

Vocês conhecem algum? Qual é a vossa opinião?

Beijs

Imagens retiradas do Google Imagens

 

Cruella

Quase todos nós assistimos aos 101 Dálmatas quer em desenho animado, quer em filme e ninguém se esquece da Cruella DeVil que vive a tentar roubar os cachorrinhos dálmatas de Anita e Roger para fazer o casaco que idealiza, certo?

Pois bem, ontem fui ver ao cinema a Cruella protagonizada pela atriz Emma Stone que na minha opinião interpretou de uma forma espetacular o papel de Cruella. 

O filme basicamene conta como a Cruella nasceu, como ela se tornou a Cruella DeVil.

Por ser um filme da Disney, pensei que fosse infantil e que ia ser aborrecido, mas não, não tem nada de infantil.

Simplesmente, adorei porque sempre tive a curiosidade em saber as razões pelas quais que algumas pessoas se transformam tanto.

1_emma_stone_cruella_de_vil-6401712.jpeg

Imagem retirado do Google Imagens

Vocês já assistiram?

 

5

Bom dia

Eu já começo o post escrevendo que não sei o que escrever: EU NÃO SEI O QUE ESCREVER!!!

É o segundo dia em que eu acordo antes das 7h00 da manhã. Acham normal? Nada na minha vida é normal a começar por mim graças a Nosse Senhô . Que eu seja anormal todos os dias!!!

Nunca gostei de acordar (de me levantar) antes do meio dia. Não sei mas nunca achei piada às manhãs... se não tenho o que fazer prefiro dormir ou ficar na cama toda a manhã. Exceto no Verão que antes das 9h00 da manhã, já estou à beira da piscina. De resto, detesto mesmo levantar-me de manhã.

E hoje vou mesmo ficar na cama até ao meio dia, vou pôr um filme e aproveitar a minha manhã debaixo do lençóis.

 

E por aí, o que vocês estão a fazer? Quais são os vossos planos para hoje?

Beijs

ga.jpg

IMAGEMDOGOOGLEIMAGENS

A minha quarentena

Hello 

Como tem sido estes dias de quarentena prolongada por aí?

Aqui temos respeitado ao máximo todas as recomendações, ou seja, estamos confinados em casa . Vamos à mercearia porque tem de ser, óbvio. O meu pai é o único que sai todos os dias para tratar dos animais mas toma as devidas precauções fora e dentro de casa.

Tenho aproveitado para fazer várias coisas, tais como ler (há uns dias que não), estar com mês pás, tirar fotos, assistir aos Youtubers que gosto, dormiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiir, comer, ver filmes e séries... e pouco mais. 

Partilho convosco um pouco dos meus dias.

 

Beijs. E cuidem-se!!!!!!!!!!!!!!!!

dfrges.jpg

 

 

 

Elis Regina

Sábado passado (anteontem) eu vi o filme Elis, mais uma das milhões de homenagens à cantora brasileira Elis Regina. Entre tantos atores, a atriz Andréia Horta  fez de Elis Regina no filme e é absolutamente íncrivel as semelhanças entre ambas. Há momentos do filme e fotografias em que a atriz parece ser a própria Elis. 
Eu ''conheci'' a Elis Regina através do programa A Tua Cara não me é Estranha, quando um casal de famosos imitou a Elis em dueto com Tom Jobim, cantando Águas de Março. Gostei imenso da canção e desde daí, fui à procura de outras canções da mesma. Há poucos dias atrás, vi que iam passar o filme na Globo, fui pesquisar e acabei por vê-lo. O filme conta um pouco da vida pessoal e carreira da cantora, digo um pouco porque a vida de qualquer pessoa é muito maior do que 1h54 minutos, mesmo assim, contém o mais importante, o que foi possível de mostrar. Eu adorei o filme, se bem que, na minha opinião,  penso que poderiam ter colocado as datas dos acontecimentos ao longo do filme. É evidente que se percebe que o tempo passa, mas podiam ter colocado a data para termos a noção em que ano se deu tal acontecimento. Pois bem, por curiosidade eu fui pesquisar mais sobre Elis Regina. Portanto, o meu fim de semana foi ''conhecendo'' Elis Regina. Matei metade da minha curiosidade, mas ainda quero saber mais sobre a pimentinha, nome dado a Elis pelo seu temperamento contraditório. Eu vou deixar aqui em baixo os links de onde eu estive a ler. É bonito ver como nasce o artista e as dificuldades por que passam até chegar à glória que,  por vezees, dura tão pouco tempo. Não quero dizer que o artista de hoje não sofra, porque sofre e muito. Acredito. Mas como o artista em 1960, 70's e anteriormente a isso? Não creio. Eu recomendo a ver o filme e a ''conhecer'' Elis Regina, considerada por muitos a maior cantora do Brasil. Com uma vida tão pouca conseguiu emocionar e ''parar o trânsito''.

 

"Poucas pessoas sabem quem realmente descobriu Elis. Foi um vendedor da gravadora Continental chamado Wilson Rodrigues Poso, que a ouviu cantando menina, aos quinze anos, em Porto Alegre. Ele sugeriu à Continental que a contratasse, e em 1962 saiu o disco dela. Levei Elis ao meu programa, fui o primeiro a tocar seu disco no rádio. Naquele dia eu disse: Menina, você vai ser a maior cantora do Brasil. Está gravado."

Walter Silva

Links e fontes: https://www.mensagenscomamor.com/biografia-elis-regina
Wikipédia
https://www.estudopratico.com.br/biografia-de-elis-regina/
https://www.youtube.com/watch?v=YnAyyho01PM&t=1166s

1_dmjgc_FxJQbh0nZ9UA5XPQ.jpgImagem do Google Imagens

 

602684.jpgImagem do Google Imagens

P.S- Eu peço desculpa por alguma falha de informação ou erro, fazer sínteses e resumos nunca foi o meu forte.

 

Resumo do dia

Hello!
Já não é novidade para ninguém que, para mim, fim de semana é sinónimo de ficar em casa em pijama rodeada de filmes, séries, livros e ''guloseimas''. E, em parte, continua a ser assim, mas eu adotei umas novas medidas para este ano. Ultimamente, ao fim de semana temos tido algumas visitas cá em casa e, eu andava sempre em pijama e como é regra para mim, acordava assim mais tarde. Nunca tive vergonha. Estou na minha casa, faço o que entender. Mas, quando acordava as visitas viam-me sempre a acordar, de cara inchada, etc... e achavam piada. No inicio eu juntava-me à piada. Mas depois, já não me estava a sentir bem, eu mesma. Então, adotei a medida de acordar cedo, não muito... vestir-me normalmente com roupa de sair mas de ficar em casa, meio termo. Estão a ver?
Fazer as refeições, arrumar o meu quarto, ajudar nas lides domésticas e afins. E correu bem. Sinto-me bem melhor. O meu dia resumiu-se a isso, fui ainda uma caminhada para espairecer. Obrigo-me a isso, de vez em quando, porque gosto muito de ficar em casa e, convinhamos, o lugar onde vivo não convida a muitas saídas. É tipo, pára parado quieto. Por isso, às vezes digo para mim própria  '' tu tens de sair um pouco, rapariga!'' e aproveitei que a minha mãe precisava de umas coisas, fui à merceraria, dando uma volta maior. 
Provavelmente, vocês devem estar a pensar que não devo fazer nada por causa das pessoas, nem eu me admito a isso, mas de fato, eu refleti e eu própria não me estava a sentir bem e assim, até funciono melhor. Durmo melhor, não custo tanto a adormecer e tenho a mente sã porque arrumei com calma as minhas coisas, tive tempo para tudo.
Mas como eu jamais deixarei de ser quem sou, está aqui uma prova que continuo a tradição do fim de semana à la minha maneira. E vocês, como passaram o fim de semana?
Beijs

DSCF0060.JPG

Foto: minha.

Eu estou assim

Boaaaa noiteeee!
É exatamente assim que me encontro:saturday_006.gif

Mas ainda não sei qual filme vou ver...  alguma sugestão? 
Boa noite de Sábado.
Beijs.

 

Imagem retirada do Google Imagens

 

P.S -  ontem eu descobri a música '' Buquê de Flores'' do Thiaguinho. É linda, não é? 

Fim de semana acabou, quais foram os filmes que eu assisti?

Quem me acompanha, sabe que assim que o Verão termina e chega o frio, eu hiberno. Mais precisamente, no meu quarto. Mal ponho o nariz fora da minha toca (quarto), só para utilizar o wc e fazer as refeições... ah e para ajudar os meus pais em alguma coisa. Fora isso, o meu pai sai de casa para trabalhar, a minha mãe também gosta de ver as suas coisas na TV,  faço-lhe companhia se é algo que me interessa ver ou então se vem visitas cá a casa, faço sala como deve ser. De resto, eu ''escondo-me'' no quarto a ler, ver filmes, séries, tanto faz. Normalmente, à sexta-feira vou comprar doces, salgados, pipocas para o fim de semana. Eu sou muito complicada, mas nisto de fim de semana sou muito pragmátca, ora vejamos: eu moro numa freguesia de 273 pessoas (penso eu), só há um café, uma ''taberna'' e duas mercearias, obviamente que posso ir para lá e, às vezes, até vou comprar um bolo ou um gelado e converso com pessoal e visito a minha família mas... é só isso. Para sair para longe, precisa-se de ter carro, nós temos mas eu não conduzo e francamente não me sinto pressionada por ser fim de semana e toda a gente sair ao fim de semana. Quando vivi em cidades, saía com amigos mas, nunca fiz regra disso. Aqui... não faz sentido, para mim pegar numa boleia e fazer uma viagem de 40min para ir a uma discoteca... de vez em quando, por um motivo especial, sim. De resto, não! Também não vou pedir a ninguém para me levar ao bares que há aqui perto, não vejo necessidade disso. 

Pragmatismo: eu vivo com aquilo que tenho, com a minha realidade atual e a minha é esta. Enquanto for esta, será assim que vou viver. No dia que for outra ou já não me sentir bem com ela, mudo de estratégia.

Então... este fim de semana como esteve muito frio, passei-o enrolada nos cobertores a assistir filmes. Assisti a quatro. E quais foram? 

1.  Love & others drugs. Eu gosto muito da Anne Hattaway e, de vez em quando, pesquiso na internet: filmes com __ADEFAWRTH__ e descubro muitos filmes dessa maneira e foi assim que fui gostando de ver filmes, antes não gostava, mas quando fui morar fora, nos dias em que não tinha nada para fazer ponha filmes a dar, fui tomando o gosto e hoje sou VICIADA. A primeira vez que vi este filme, desisti a meio porque estava chato mas, depois fui até ao fim e gostei imenso! Eu não estou muito consciente do que é Parkinson mas acho que os atores representaram bem e é um dos meus filmes favoritos.

v1.jpg2. The Holiday. Um dia, hei-de fazer isso, trocar de casa com alguém e passar 10 dias a descobrir um novo lugar. Já não é a primeira vez que o vejo, mas estava à procura e calhou este. A Cameron é linda e o ator Jude Law...  é charmoso! Bom, além da história que eu gosto, a duração é de 2h e tal, ideal para aqueles dias que está frio e não há nada para fazer... 2h de filme ajudam a colmatar a seca!

268x0w.jpg3. É assim: hoje eu saí da cama muitooooooooooooo tarde. Fui tomar o pequeno-almoço, brunch e almoçar (tudo de uma vez) e comecei a mudar de canais e The Game Plan, estava mesmo a começar e eu disse: ''Olha é isso mesmo!'', comi que nem uma leoa e pronto. Está feita a tarde de Domingo. Mas é um filme que vejo muita vez, quando eu não sei o que ver e não tenho paciência para descobertas, recorro àqueles que já conheço.

51QiBjDIVrL._SY445_.jpg4.Sierra Burgess is a loser. Este é novo, deste ano. Foi a primeira vez que o vi. É um filme mais para adolescentes: a menina bonitinha da claque, a feia com o amigo e o rapaz bonito. Mas a essência é diferente, tem uma moral. Nem tudo o que parece é, e isso, às vezes é mau, mas, outras vezes, é bom. Eu gostei. Recomendo. Se as pessoas soubessem o quanto mau é não corresponder aos padrões sociais... como compreendo as Sierras Burgess deste mundo, eu própria fui uma e, em alguns casos, continuo a ser. 

Sierra_Burgess_Is_a_Loser.pngE foi assim o meu fim de semana: 4 filmes, muitooooooooooooooo café com leite, doces, cobertores... nada melhor! 

Agora vou dormir... Boa noite!

Beijos.

 

 

 

 

TOP 5 de filmes

Olá.
 
Como se chama uma pessoa que vê muitos filmes?! Eu não sei, mas eu gosto muito de ver filmes e posso dizer que vejo bastantes.
Eu gosto de filmes que toquem a pessoa, neste caso, que me toquem. Gosto de ver o desenrolar de uma vida, mesmo que seja, na ficção. Gosto de refletir sobre aquilo que vi ou estou vendo e que isso me permita trazer algo de útil para a minha realidade.
Mas,também gosto de dar umas boas gargalhadas sem pensar em nada. Às vezes, quando estou aborrecida procuro filmes que são fáceis de absorver. Ah... quando estou a comer, vejo desenhos animados ou algo mais juvenil porque recuso-me a sentir-me maldisposta enquanto estou a comer. É verdade, eu vejo, porque o meu objetivo quando como é comer, então se tenho a televisão ligada,ponho a dar algo simples ou desligo-a. Mas, eu sou uma mulher com gostos muito diversos, adoro filmes de ação, luta, artes marciais... do género: Jean-ClaudeVan Damme, Jackie Chan, Sylvester Stallone. Vi um ou outro filme de fantasia,mas não me fascina muito, exceto, as Crónicas de Nárnia, que eu AMO. Estou ansiosa por ver o próximo. Na época natalícia, adoro ficar a ver os filmes que passa, mesmo que sejam repetentes de anos e anos sem fim.
 
 
Bom...seguido esta lógica, meio atordoada, de filmes, vou mostrar o meu top 5 de filmes:
 
 

1-      Les Intouchables







 
Talvez tenha uma razão especial para mim, uma vez que, tenho uma deficiência, mas consigo pôr-me no lugar no outro. Se eu não tivesse uma deficiência e fosse trabalhar para ou com alguém com deficiência, como seria? O que eu faria? Como eu agiria?Provavelmente, leria um manual com o título: Como conviver com deficientes antes de começar a trabalhar. Mas Driss (Omar Sy), não. E é como Philippe (François Cluzet) diz, Driss não teve o mínimo de consideração nem educação para com a condição de Philippe. Mais espontâneo é impossível. Foi o que me cativou, a forma como Driss se comportou diante de Philippe. Pouco se importou com isso. E, muitas vezes, uma pessoa com deficiência só precisa disso. Que se esqueçam disso. Se é para beber, é para beber, se é para sair é para sair e etc.
 

2- O menino maluquinho



 
De todos os filmes da minha infância, este é o que mais me fascina até hoje, porque quando eu penso no que é ser criança, eu lembro-me deste filme. Ser criança é ser, exatamente, como o menino maluquinho foi e continuará a ser na memória de quem o viu.
 
 
3- Kickboxer - O desafio do Dragão
 
 
 
Vi este filme ainda criança e, apesar de ser inapropriado para uma criança, não me aterrorizou, muito pelo contrário, cativou-me para o resto da vida. Dois irmãos, um mestre sábio, um aprendiz, uma mulher e um rival sedento de sangue. Mas, onde vive o Bem nasce a Justiça.
 
 
4- Heidi
 
 
 
Este filme é absolutamente incrível! E já conta com várias gerações a reproduzi-lo. Amo! Com tão pouco é-se tão feliz.
 
 
5- Taken (o primeiro)
 
 
Eu vi-o pela primeira vez,em 2012, penso eu. E nunca mais deixei de o ver. É indescritível o desespero do pai para encontrar a filha e só tem 4 horas para o fazer. Adoro!
 
Pronto... está aqui o meu top 5 de filmes, como quem diz. Tenho muitos mais, mas para hoje foram estes que escolhi.
 
Bom resto de dia!
 
Beijos, hugs e chocolates!
 
💓 
 
 
 
Fonte:
Imagens do Google Imagens
 

Fim de semana... em casa!

Olá.
 
Fim de semana para mim, significa não ter nada planeado.Eu gosto de ficar em casa todo o dia descontraída a fazer o que eu gosto: ler um livro, ver filmes e séries, dormir, comer, enfim… estar em casa, apenas. Ao fim de semana ou noutro dia em que não tenha de sair ou nada marcado. Aliás, eu não gosto de fazer marcações porque já me conheço e na hora não me vai apetecer fazer o que tinha marcado… aborreço-me com facilidade, é verdade. Mas, depende dos casos, por exemplo, se estamos em pleno Verão com um sol de rachar, um dia maravilhoso... e convidam-me para ir ver uma procissão... 'tás a brincar, né? Que Deus me perdoe... vou, mas é para dentro de água ou circular para não virar churrasco. Ou se me convidam para sair à noite e à 1h da manhã, já está tudo bêbado. Que vou ficar ali a fazer? Assistência a bêbados? Ou então... quando é um grupo muito grande, estão todos entusiasmados com a conversa e, onde está a Dina? Num canto sozinha... também há o caso das baratas tontas que vão aqui, ali, acolá e têm de fazer isto e aquilo... mas, não íamos só beber um copo? Ah... e aquelas pessoas que convidam  outras para não irem sozinhas a um lugar ou para não estarem sozinhas, mas não querem dizer e depois isso gere um desconforto. Quando me pedem companhia, eu não nego. Não gosto é que me tratem como se eu não percebesse as coisas. Bom, é isto. Eu sei que também houve e há dias em que fui e sou uma chata, que aborreci e aborreço as pessoas e houve e há quem que levou e leva comigo. Isso faz parte da vida, levarmos uns com os outros. Contudo, eu penso que nasci para ''ser e estar sozinha'', sou ''esquisitinha''. Só gosto de estar com 2, 3 pessoas no máximo, para além de mim. Para estar com grupos, só se eu conhecer muito bem e sentir-me confortável com todas as pessoas. E não gosto de assinar contrato com ninguém, saio à hora que quero e etc. Continuando...  se não tenho nada para fazer, se me sinto bem, se não sinto necessidade de sair, por carga de água devo sair?  Porque os demais acham estranho ou fazem piada disso?! Uma coisa é não ter para onde ir ou não ter com quem estar e ficar sozinha(o) por falta de alternativa. Isso é horrível! Mas não é essa a questão aqui. Eu tenho mesmo prazer em passar o fim de semana enfiada em casa, pelo menos, no Inverno. Digamos que eu hiberno. Já me perguntaram em tom de sarcasmo se tinha passado o fim de semana no sofá.Sim, passei. Deitada no sofá, em pijama. E passarei sempre enquanto puder!Muitas pessoas pensem que não saio porque sou ‘’diferente’’ e tenho vergonha em estar com pessoas. Eu ter vergonha?! Só depois da morte. Talvez. Em vida, não. 😛😍 eu convivo com pessoas, socializo, estou sempre acompanhada, mas quando estou de fim de semana, gosto de estar em casa, o que não quer dizer que, não saia nunca. Claro que saio, mas regra geral, no fim de semana fico em casa. De Verão, encontrar-me-ão sempre estendida a apanhar banhos de sol ao pé de uma piscina. Mas agora, é Inverno, aprecio muito o calor de casa e aproveitar o momento para estar com os meus pais e para ler, por exemplo. Não significa que eu não faça nada por ficar em casa. Eu penso que o segredo para tudo é sentirmo-nos bem com aquilo que fazemos. Eu sinto-me bem em ficar um dia ou dois em casa sem sair, se os outros não, se sentem necessidade de sair todos os fins de semanas, estar no meio da multidão, da festa, não perder uma noitada…pois que saiam! Eu também posso considerar um exagero alguém ‘’enlouquecer’’por não sair, pelo menos, uma hora. E, acho uma piada imensa quando alguém me vem ‘’aconselhar’’ que devo sair, estar com pessoas…, mas pronto. Faço-me de tola e respondo que têm razão ou apenas esboço um sorriso. Há quem precise demais e quem precise de menos. Sempre foi assim para tudo na vida. E, na minha opinião é que desde que a pessoa se sinta bem, faça o que quiser.
 
O espírito é esse. Se nos sentirmos bem e se não estamos a prejudicar ninguém, pronto. É o que importa. Se me querem achar estranha ou rirem-se de mim…  ou se querem fazer estudos por causa disso, avaliar profundamente a situação, associá-la a isto e àquilo achar-me antissocial, isolada, esquisita, desde que não me chateiem... 👍 Força nisso!
 
Beijos e um resto de BOM FIM DE SEMANA!
 
Por norma, as pessoas transferem uma para as outras, as suas próprias necessidades e a sua forma de vida. É como se eu precisasse de tomar alguma vitamina todos os dias e dissesse que as outras pessoas também precisam ou porque eu gosto muito de beber leite, incentivasse todos a beberem leite.São só exemplos. Mas, na minha opinião, é uma das razões de alguma discórdia existente no mundo.
O meu modo de vida não está nem certo nem errado. Digo o meu, como o de qualquer outra pessoa.
As pessoas que estranham a nossa vida e que se riem disso, ainda não perceberam que somos todos diferentes. Ri-te com elas. 😋
 
Fotografia da minha autoria


















Sobre mim

foto do autor

Frase do Mês

Ainda sem frase.

Fala comigo em

blog_maufeitio@sapo.pt

Informação

A maioria das imagens e vídeos utilizados no blog são retirados da Internet. No entanto, se for o autor de alguma imagem ou vídeo e não permitir a sua utilização, por favor envie e-mail ou deixe nos comentários que logo que possível serão retirados.
Blogs Portugal

Escrito antes

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D