Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Desafio - 30 DIAS ESCREVENDO

Inicio a 01 de Outubro de 2022 Ler o post

Desafio aceite

mau feitio, 01.06.22

Olá outra vez!

Apesar de já ter feito esta manhã um post com dez memórias da minha infância, decidi aceitar o desafio do Merlo e escrever um post sobre uma memória da minha infância, por isso, às dez memórias já escritas acrescento mais esta:

Quando eu era criança, o meu pai cantava e cantarolava pela casa a música Sobe, sobe balão sobe que Manuela Bravo levou ao Festival da Eurovisão da Canção no  ano 1979.

Por essa razão, nutro um carinho enorme por esta canção o que faz com que a ouça com frequência.

 

 

(...)

Não tenho limites, parar não é comigo
Se ouço o meu amor dizer: eu vou contigo
Ter essa certeza é luz de um novo dia
Vai, meu balão d'oiro, envolto em fantasia
 
Sobe, sobe, balão sobe
Vai pedir àquela estrela
Que me deixe lá viver e sonhar
Levo o meu amor comigo, pois eu sei que encontrei
O lugar ideal para amar

        (...)

 

Beijs

 

DEZ MEMÓRIAS

mau feitio, 01.06.22

Olá,

Feliz Dia da Criança!!

Neste dia que é um pouco de todos nós, lembrei-me de fazer uma lista de dez memórias que me fazem recuar no tempo e voltar à minha infância 

1- Bicicleta, trotinete roxa, patins, skate
Sempre fui fascinada por isso, e ainda sou. Tive tudo e adorei, excetuando o skate que o tive mas nunca aprendi a andar decendemente. Sempre fui viciada em andar de bicicleta, patins trotinete, inclusive foi a minha trotinete roxa ''quem'' me ensinou a andar de bicicleta.

2- Chicharros fritos com melancia e iscas de fígado com batatas fritas
Simplesmente, comida de Verão. Delicioso!!

3- Circo
Já escrevi um post a falar sobre isso, as idas ao circo são uma das recordações mais bonitas da minha infância.

4- Emigrantes
Gostava muito de quando chegava o Verão e a freguesia se enchia de gente, de cor, de euforia, de crianças...

5- As Marchas de São João
No final do ano letivo, cada escola criava a sua coreografia para depois irem todas as escolas se apresentarem. Gostava mais porque era o fim de ano.

6- Carnaval
Eu nunca gostei, mas a minha mãe fazia questão de fazer uma fantasia diferente todos os anos. Portanto, eu fui palhaço, abelha, bailarina, coelhinho, rainha do samba (rainha do samba - segundo a minha mãe) e mais alguma personagem que não me devo estar a lembrar. Mas tudo feito pela minha mãe pormenorizadamente. 

7- Franklin
Eu adorava esses desenhos animados. 

8- Chiquititas de 1997 
Alguém se recorda de assistir?

9- O Jardim da Celeste
Assim como as Chiquititas, eu adorava assistir. Chegava a casa e ficava à espera da hora para assistir.

10- Os Jogos Sem Fronteiras
Lembro-me de ver com a minha família. Gostava bastante. 

Bom, estas são dez de muitas memórias que me fazem voltar à minha infância.

Desejo-vos um ótimo Dia da Criança para todos, mas antes de ir partilho uma frase de Franklin Roosevelt  que vi há pouco e concordo porque acho que passamos a maior parte do tempo a culpar o mundo, o sistema, a sociedade  por todo o mal que nos acontece, mas esquecemo-nos que podemos melhorar todos os dias um pouco da nossa vida, que o comando da nossa vida é nosso e depende muito de nós o que as nossas crianças aprenderão e farão futuramente.

Lembrem-se que muito daquilo que nós somos hoje vem da nossa infância, logo as crianças do futuro serão muito da educação, dos principios e valores que lhes são incutidos.

Ei-la:

Nem sempre podemos construir o futuro para nossa juventude, mas podemos construir nossa juventude para o futuro.

 

Feliz Dia da Criança.png

 

Bem-vindo Junho, Feliz Dia da Criança!

mau feitio, 01.06.21

Olá, 

Como vocês estão?

Por aqui estou bem. Apesar do fim de tarde de ontem ter sido chuvoso e de hoje estar um vento um tanto frio em alguns lugares, a tarde está ensolarada.  E por aí como está o tempo? Já deram um mergulho? Eu já dei na segunda-feira passada (há uma semana).
Adoro água, estar na água, salgada de preferência.

Bem... hoje é o primeiro dia de Junho, o Verão está praticamente a bater-nos à porta, mas infelizmente a pandemia continua, apesar das vacinas e apesar de, infelizmente, muitas pessoas pensarem que está tudo resolvido, ou quase o que eu penso ser uma falta voluntária de informação, falta de respeito, de educação por parte das pessoas.

Sim, a vacina é uma esperança, uma luz ao fim do túnel, o indicio do fim do escuro e começo de algo melhor, renovado, mas ainda temos caminho a percorrer, medidas para respeitar e muitas pessoas já andam como querem sem respeitar nada nem ninguém porque dizem que já estão vacinadas. Acho isso horrível, parece que isto não lhes serviu de nada... o que é uma pena. Ainda falta Humanidade o que é absolutamente inacreditável e triste.

Acho que ainda não é altura para grandes festejos, saídas e por aí fora.

Ainda não fui vacinada. A minha mãe já foi, o meu pai tem a 2ª dose agendada para Julho (acho eu).

Bem, para além de ser o primeiro dia de Junho, hoje também se celebra o Dia da Criança, o dia que é um pouco de todos nós.

As recordações que guardo da minha infância são maioritariamente, felizes. Adorei ser criança  que brincou na rua, que andou de trotinete, de bicicleta, que saltou à corda, que brincou às apanhadas, às escondidas,  à cabra cega, à macaca, ao macaquinho de inglês (acho que era assim que se chama), ao lencinho. Adorei ter sido uma criança SEM acesso a tablets, telemóveis, computadores,  sem acesso a riqueza nem luxúria. 

Fui uma criança feliz. Agradeço por tê-lo sido!

Desejo-vos um excelente mês de Junho e uma ótima continuação do Dia da Criança para todooooos!

 

Que cada vez mais consigamos (cada um de nós) fazer mais e melhor para que todas as crianças tenham a melhor infância

possível.

 

june.png

feliz-dia-das-criancas-e-que-mesmo-depois-de-adult

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens retiradas do Google Imagens

Frase do mês

mau feitio, 02.06.19

Isto devia ter escrito ontem, Mau Feitio.
Mas, ontem não foi possível. Então escrevo hoje. Junho é o mês da criança e, por isso partilho uma frase de Jack Skellington que define muito bem o que é ser criança.

004a9f016d1782b088cecfb6cf84719c.jpg

 

E não é verdade?
Ser criança é único! É o melhor que podemos ser, é o melhor do mundo! É acreditar no que (não) existe e revirar o mundo num piscar de olhos, é não ter medo nem vergonha de errar, de chorar, de dizer, de ser!

Espero que o vosso dia da criança tenha sido extremamente infantil  e delicioso. 

Que trabalhemos todos juntos para que um dia as crianças usufruem de todos os benefícios de ser criança!

 

Imagem:Google Imagens

 

Frase do mês

mau feitio, 01.06.18
Eu fui ao circo.

Para este mês escolhi a frase: ‘’eu fui ao circo.’’, só porque hoje 1 de junho é Dia da Criança em Portugal e uma das recordações mais bonitas da minha infância são as idas ao circo. Eu fui ao circo! Eu penso que isso é uma relíquia, uma preciosidade… porque cada vez mais o ‘’ ser criança’’ está a perder-se mais depressa. Hoje chega-se aos 7 ou 8 anos e as crianças parecem ser uma espécie de ‘’mini-pré-adolescentes’’ com tablets na mão, iphones, ipods a ouvir músicas, a jogar… enfim… onde para a infância?! Para onde ela foi? E o que é que os pais têm na cabeça para lhes dar essas ‘’modernices’’ para as mãos?! Eu discordo totalmente com isso! Uma criança tem de ser criança o que significa brincar com brinquedos reais, com outras crianças reais, ao ar livre ou não, mas desligados da tecnologia… e não a gastar a sua visão com ecrãs, ouvira músicas espafalhadosas…
Bom, mas isto é só a minha opinião. Vamos lá à minha recordação: eu fui ao circo quase toda a minha infância, ou pelo menos, durante um tempo porque depois estragaram tudo porque deixaram de vir cá… os senhores do circo foram muito maus em deixar de vir cá! 😊Foi uma grande desilusão e tristeza para mim. Ia com os meus pais. Eu adorava os palhaços, como o resto das crianças. E comer algodão doce! Até hoje é o que gosto mais! A minha mãe comprava sempre e no fim do espetáculo, ia andar de pónei e tirar fotografias. Houve uma vez que tirei uma fotografia a tocar num tigre bebé, arrepiei-me toda! Não fosse ele morder-me ou comer-me a mão. Ainda me lembro de um desfecho em que na hora da despedida, os artistas saíram todos de uma máquina de lavar… até hoje, pergunto-me como aquilo foi feito. Eu adorei ser criança! E, sinto-me privilegiada por ter sido uma criança sem acesso a tecnologias, com pouco mas feliz e ter podido ser criança todo o tempo que me foi possível. 
Eu penso que é um direito de todas as crianças têm: ser criança até ao fim e isso depende dos pais e dos adultos que participam nas suas vidas e naquilo que lhes dão para as mãos e permitem-lhes fazer. Dizer auma criança que ela é muito nova para usar um tablet ou estar sentada a ouvir música todo o dia, não permitir que ela faça isso é prolongar-lhe o direito que ela tem de ser criança. Nada mais. As crianças, hoje em dia, já não se sujam, não têm os joelhos esfolados… os pais hoje em dia, deixaram de ser pais e passaram só a ser amigos. 
Enfim… eu desejo que todas as crianças do mundo, as de hoje e as de amanhã, sejam apenas crianças com tudo o que ‘’ser criança’’significa. Desejo que não haja diferença, discriminação nem hierarquias entre crianças. Desejo que não haja qualquer tipo de abuso nem violência contra as crianças e que chegue o dia que nenhuma criança sofra pela mão do adulto. Criança não tem cor, raça nem condição. Criança é ser criança, apenas. Ser criança é o único momento da nossa vida em que somos puros, 100% verdadeiros, belos e únicos. Depois, isso é destruído pela idade adulta. 

Feliz Dia da Criança!
Sejam vocês mesmos, sejam felizes!



Imagem do Google Imagens

Feliz Dia da Criança ❤

mau feitio, 01.06.17

Hoje é Dia da Criança e há coisa melhor para ser? Não há. Ser criança, para mim, é ter o mundo nas mãos através de uma bola, é simplesmente ser o melhor do mundo e conseguir tudo sem ter a noção da dificuldade porque tudo é fácil em criança. Criança não tem cor, condição, origem, altura nem tamanho, não há comparação (não deveria de haver) entre crianças. São os seres mais puros, justos, lindos e perfeitos do mundo e, hoje todas as crianças deveriam celebrar este dia, que é um pouco de todos nós, mas principalmente, delas. Deixo aqui um poema de Fernando Pessoa e o meu desejo para este dia tão espetacular, como para todos, é que haja menos diferença entre as crianças e que um dia as crianças sejam apenas crianças em todo o mundo.
Recomendo o meu filme preferido de toda a minha infância '' O Menino Maluquinho ''. Que tenham um dia muito, muito feliz com muitas cores, doces, brincadeiras... com tudo de bom, hoje e sempre. E, que nunca nos esqueçamos de que já fomos criança um dia.
 
 
 
Havia um menino
 
Havia um menino
que tinha um chapéu
para pôr na cabeça
por causa do sol.
 
Em vez de um gatinho
tinha um caracol.
 
Tinha o caracol
dentro de um chapéu;
fazia-lhe cócegas
no alto da cabeça.
 
Por isso ele andava
depressa, depressa
p’ra ver se chegava
a casa e tirava
o tal caracol
do chapéu, saindo
de lá e caindo
o tal caracol.
 
Mas era, afinal,
impossível tal,
nem fazia mal
nem vê-lo, nem tê-lo:
porque o caracol
era do cabelo.
 
Havia um menino, Fernando Pessoa.