Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Eu desisto!

mau feitio, 23.03.19

Calma, minha gente!

Não é nada demais, passo a explicar:

Já há algum tempo que eu ando a tentar simpatizar com uma pessoa, por nenhuma razão em especial, mas como vivemos na mesma terra e já convivi com essa pessoa em dois momentos diferentes da vida e, possívelmente, vou contracenar em algum momento futuro, não que eu vá até... mas como vivemos na mesma terra... por mais que os caminhos se separem, há sempre uma vez ou outra que se dá de trombas com as pessoas, dada a pequenez do sitio. Enfim... eu não consigo! Nem consigo verbalizar uma palavra. Não é que eu O_D_E_I_E a pessoa em questão, mas já tenho recordações negativas em relação à pessoa, umas recentes, outras mais antigas... o que dificulta a situação. Sem falar que quando eu pego com uma coisa... txiii.... nem tirada a ferro, por isso, a solução que eu encontro para quando me deparar com tal presença é passar, fazer um aceno com a cabeça ou mão, no máximo, esboçar um sorriso e ir à minha vida. Também... não há assunto, tendo em conta à pessoa que é e etc, etc, etc. Desisto! Melhor do que sorrir uma vez, falar outra... virar a cara outra. A pessoa deve pensar: ''Esta gaja é bipolar.'' 
Acho que não se deve forçar nada, mas eu não me sinto confortável, é boa pessoa (até que se prove o contrário) e meio que me pediu desculpa...explicou-se, vá! E foi tolerante em algumas ocasiões. Por isso, tentei simpatizar, ma' não consigo. Não entra! E eu só 'tava a empurrar pra dentro. Aproveitando a deixa para uma pessoa, utilizo-a em várias.

coisas_da_vida.

'tás a brincar?!

mau feitio, 24.02.19

Uma pessoa faz um esforço maior do que o mundo e vai buscar sono não sei aonde... também tenho 1,46cm não há muito por onde procurar mas enfim.  Prosseguindo, uma pessoa esforça-se por dormir. Eu fiz força com os olhos! Acordei levemente durante a noite, mas ignorei esse facto e tentei adormecer outra vez por umas 3 ou 4 vezes. Consegui. Acordei pela última vez, pensando na minha inocência: ''ah já deve ser por volta da 7h da manhã, vou-me levantar.'' , nisto procuro alguma coisa para ver as horas, quando eu vejo 4:12. Até enfiei a cara no ecrã para confirmar!
- Ne pas possible!
Eu fiz um esforço maior do que todas as minhas forças (que são quase nulas) , qualquerum pega em mim e atira-me pela janela, até o meu cão se ele quissesse (mas) acordei às 4:12. Desisto! Levantei-me, pequeno-almoço e agora estou a escrever. Agora é que são 6:19. Para ser uma pessoa normal, tenho de esperar, pelo menos, até às 7:30 - hora que o pessoal acorda cá em casa. E HAJA O QUE HOUVER, bata-me o sono que bater, nem que saia de casa, eu não vou dormir mais hoje, só me deito na cama a virar para as 00:00. Ma' nã vale a pena. Amanhã às 4h da manhã (quando não é mais cedo), estarei despertíssima. O que acontece e faz com que eu durma até tarde é que tenho (TER não tenho, mas não me vou pôr a fazer coisas pela casa com pessoas a dormir.) que me submeter aos horários de cá de casa ou que amanheça, pelo menos e, nessa espera, eu fico na cama ou no quarto a fazer qualquer coisa e pelas 7:30 dáaaa-me um sono que ao muitas vezes entrego-me, por isso, ando sempre com uma expressão de caveira. E é isto, a vida duma pessoa. 
De qualquer modo, BOM DIA blogsfera! Que tenham um ótimo Domingo! Eu vou ficar prá'qui a ouvir música...

Coisas simples da vida

mau feitio, 19.01.19

Porquê que eu gosto das coisas simples que a vida tem? É simples.
Hoje em dia, é tudo muito banal, normal, habitual. É quase normal ter um computador quando se nasce e é quase normal receber um telemóvel topo de gama aos 5 anos (já é normal, em alguns casos, infelizmente) é normal todas as casas terem Internet, tudo é normal, hoje em dia. Porque é fácil. Há pessoas que quando ouvem falar em fome, ficam escandalizadas, porque está tão fora da sua realidade que até parece um mito. Mas a verdade é que essa realidade que parece um mito não foi há muito tempo e não está tão longe de nós quanto isso. Por isso, é que dou muito valor e gosto muito da simplicidade da vida. Na minha opinião, ser simples é bom é ser especial! Eu sinto-me grata por ter ido à escola, uma vez que, os meus avós não foram obrigados a ir nem os que vieram antes deles tiveram esse direito. Eu gosto de passar um dia inteirinho enterrada no sofá com os meus pais a ver televisão e a ''discutir'' porque eles nunca se calam  , adoro a sopa de pão com hortelã e o molho de feijão da minha mãe. Adoro quando é fim-de-semana, eu acordo e há um bolo a ser cozido no forno. Adoro ouvir o meu pai cantar num inglês que, é só dele  ou quando ele começa a contar as histórias de quando era menino. Gosto sentir o vento, por ter essa liberdade. Gosto de torradas com manteiga e café com leite, gosto de ler um livro ou passar o dia com uma amiga. Gosto de cuidar do meu gatinho, de ficar meia hora a fazer-lhe cócegas. Gosto de sair para dar uma caminhada ou andar de bicicleta. Eu aprecio isso e dou muito valor a isso tudo. Existiu pessoas que não tiveram e que ainda não têm. Espero que um dia que todos tenhamos o mesmo. As pessoas consideram-me ingénua quando eu digo que não gosto dinheiro. E é verdade, não gosto.
Eu sei... que precisamos de dinheiro para quase tudo na vida nem eu sou ingénua nem tola de atirar dinheiro pela janela fora porque não gosto dele. Além disso, tenho as minhas excentricidades como todo o ser humano mas em 2 segundos passa, porém não sou do género de ir ao restaurante mais caro da cidade para ser vista ou falada, aliás
adoro comer um cachorro quente ao ar livre. Não gosto dos telemóveis de hoje em dia. Detesto roupas de marcas, é uma coisa que eu não sei identificar. Marcas de carro? Vai atrás delas! Qualquer carro serve para andar. Eu sou assim até porque eu não permito com que tanta excentricidade, tanta ganância, tanto materialismo me pareça normal. Como diz o ditado '' nem tanto à terra nem tanto ao mar''. 

Sobre esta Segunda-feira

mau feitio, 15.01.19

Boa noite. 
Como foi a vossa Segunda-feira?
Bom... eu adorei a minha. Logo no meu primeiro dia de ''férias'', passei-o na companhia de uma amiga dos tempos do liceu, passeamos o dia todo, pusemos o papo em dia, por falar em dia, esteve maravilhoso!  Começou acinzentado mas depois lá sorriu para nós.
E... sem mais demoras, pois estou CHEEEEEEEIIAAAAAAAAAAAAAAA de sono, deixo-vos um ''cheirinho'' da minha Segunda-feira. Era só para vos dizer olá. 
Que tenham uma noite maravilhosa!
Beijs.

49848510_2009237472504278_3830391760312336384_n.jp50543003_823076341369482_2291066114102263808_n.jpg

 

Fotos tiradas pela minha amiga.

nunca digo a ninguém

mau feitio, 13.01.19

Eu nunca digo a verdadeira razão das minhas partidas. Eu nunca digo a verdade que me sustenta o ser. Porque choro, porque chego nem porque me vou embora. Eu limito-me a dizer o que as pessoas querem ouvir, o que soa melhor, não minto, mas também não digo a verdade total. Porquê? Eu acho que não vale a pena. Mas ''tudo vale a pena, se a alma não é pequena'', às vezes, a alma é-me pequena. Porque, na realidade, não me sinto tão importante para os outros, quanto eles dizem. Escondo tudo por detrás de um sorriso de menina - o meu. E pronto. Toda a gente acha que estou bem, que foi só uma birra. Talvez, até tenha sido. Mas... para mim tem um peso diferente. Um peso, por vezes, insuportável... sou rancorosa! Ainda não aprendi a não ser. Eu sei que isso me vai custar muita vida... mas, que se lixe! Que seja o que a Vida quiser!

O mistério das minhas colãs descoberto

mau feitio, 07.01.19

Já descobri o mistério das minhas colãs e não era nenhum fundo interminável nem um elfo costureiro. (ÓBVIO QUE NÃO, estava a brincar nessa parte), depois de investigações, avaliações, análises e questionários à lá Sherlock Holmes eu descobri enfim o que se passou. 
-''E o que foi?'' - perguntam-me vocês.
- Uma senhora deu umas peças de roupa à minha mãe, que tinha comprado por engano ou por outra razão e, entre essas peças de roupa, estavam 3 ou 4 pares de colãs pretas daquelas de tecido mais fino e como a minha mãe não usa, mesmo que usasse, não lhes servia, tendo em conta que a senhora em questão é tão pequenina e fininha como eu, a minha mãe pu-las no meu armário sem me dizer nada. Daí o mistério. 
Como se pode ver na fotografia, o último par sobrevivente rompeu-se e, desta vez, ''ninguém o coseu''.

 

DSCF0051.JPGFoto: minha

 

O mistério das minhas colãs

mau feitio, 28.12.18

Ainda não percebi o que se passa com as minhas colãs e, em boa verdade, não me tenho preocupado em descobrir esse mistério, pois é menos trabalho que eu tenho. Mas... algo de curioso se passa. Ora vejamos, pelas minhas contas, eu só tenho um par de colãs pretas e montes de leggings, de várias cores, texturas, etc. Nem sei como tenho tantas. Acho que algumas foram ofertas de Natal, aniversário e outras, devo ter comprado para alguma ocasião, para sair à noite com o objetivo de dar aquele efeito ''tchanan'', deve ter sido isso. Bom... as senhoras entendem. Todavia, colãs pretas, daquelas com o tecido mais fino, só tenho um par. Repito, um. O mistério é: como é que elas têm aparecido no meu armário cosidas? Passo a explicar. A partir do Outono, naquela altura que o frio já está mais evidente, eu começo a proteger-me, visto colãs e leggings por baixo das calças e uma camisa bem justa ao corpo, por baixo da camisola. Sempre ouvi dizer que a roupa de baixo é que aquece, não são as camisolas, cachecóis nem casacões. Claro que também aquecem. Mas, a primeira roupa que pomos no corpo é que nos mantém quentes. Eu uso (sempre) um encharpe e casaco mas não gosto de casacões nem cachecóis enormes e grossos, aliás só tenho um desses porque gostei da cor, azul com vermelho escuro. E não uso os encharpes para condizer, uso mesmo para tapar o pescoço. O meu pai sempre diz, ''ela entra é pelo pescoço'', ''ela'' - a gripe. Verdade ou não, o meu pescoço ninguém o vê.  Voltando às colãs,  já é a terceira que as estou usando, antes desta vez, elas romperam-se nos pés, a segunda vez, peguei nelas, e disse ''hum... tenho duas destas? Que estranho...'', o que aconteceu? Romperam-se. Hoje, de manhã fui ao armário, lá estavam elas... vesti-as e, outra vez, cosidinhas da silva, novinhas em folha... pelo que eu sei, a minha mãe não tenho andando a coser nada... que esquisito! Das duas, uma. Ou tenho um buraco interminável de colãs pretas de tecido mais fino no armário ou tenho um elfo costureiro a viver lá dentro.

 

 

MODC1347_wear_3782_F.jpgImagem Google Imagens

 

Steve Jobs

mau feitio, 27.12.18

Numa das minhas ''visitas'' à Internet, encontrei este texto, ''as últimas palavras de Steve ''. Não sei dizer se corresponde à verdade (se Steve disse mesmo ou se escreveu), pelo menos, na sua totalidade. De todo modo, considero que é algo que deve ser partilhado, lido, refletido e posto em prática. Não deixem para o fim a oportunidade de ter uma vida mais simples.

«Cheguei ao auge do sucesso no mundo dos negócios. Nos olhos de outros, minha vida é um epítome do sucesso. No entanto, além do trabalho, tenho pouca alegria. No final, a riqueza é apenas um fato da vida ao qual estou acostumado. Neste momento, deitado na cama doente e recordando toda a minha vida, percebo que todo o reconhecimento e riqueza que eu me orgulhei tanto, se empalidece e fica sem sentido diante da morte iminente.
Você pode empregar alguém para dirigir o carro para você, ganhar dinheiro para você, mas você não pode ter alguém para suportar a doença para você.
Coisas materiais perdidas podem ser encontradas. Mas há uma coisa que nunca pode ser encontrada quando está perdida - "Vida".
Quando uma pessoa entra na sala de cirurgia, ela vai perceber que há um livro que ela ainda tem que terminar de ler - o "Livro da Vida Saudável".
Qualquer que seja o estágio da vida em que estamos agora, com o tempo, enfrentaremos o dia em que a cortina irá cair.
Presenteie amor para sua família, amor pelo seu cônjuge, amor pelos seus amigos ...
Cuide-se bem. Valorize os outros.
À medida que envelhecemos e portanto, mais sábios ficamos, percebemos lentamente que usar um relógio de US$ 300 ou US $30 - ambos marcarão a mesma hora ...
Quer portemos uma carteira / bolsa de US $300 ou US $30 - a quantidade de dinheiro dentro dela é a mesma;
Quer dirijamos um carro de US $150.000 ou um carro de US $30.000, a estrada e a distância são as mesmas e chegamos ao mesmo destino.
Quer bebamos uma garrafa de vinho de US $300 ou US $10 - a ressaca é a mesma;
Se a casa em que vivemos é de 300 ou 3000 Metros quadrados - a solidão é a mesma.
Você perceberá que sua verdadeira felicidade interior não vem das coisas materiais deste mundo. Quer você voe em primeira ou em classe econômica, se o avião cair - você desce com ele ...
Portanto .. Espero que você perceba, quando você tem amigos e velhos amigos, irmãos e irmãs, com quem você conversa, ri com, brinca, canta canções, fala sobre o norte-sul-leste-oeste ou céu e terra, .... Isso é a verdadeira felicidade !!
Cinco fatos inegáveis ​​da vida:
1. Não ensine seus filhos a serem ricos. Eduque-os para serem felizes. Então, quando crescerem, saberão o valor das coisas e não o preço.
2. Melhores palavras premiadas em Londres ... "Coma sua comida como os seus medicamentos. Caso contrário, você terá que comer medicamentos como sua comida."
3. Aquele que ama você nunca o deixará por outro, porque mesmo que haja 100 razões para desistir, ele ou ela encontrará uma razão para ficar.
4. Há uma grande diferença entre um ser humano e ser humano.
Poucos realmente entendem isso.
5. Você é amado quando você nasce. Você será amado quando morrer. No meio, você terá que gerenciar!
Seis melhores médicos do mundo
1. Luz Solar
2. Descanso
3. Exercício
4. Dieta
5. Auto-Confiança e
6. Amigos
Mantenha-os em todas as fases da vida e você desfrutará de uma vida saudável.
Se você quer apenas andar rápido, ande sozinho. Mas se você quiser caminhar longe, ande junto!»

 

Steve Jobs

 

1_u1NB0RbuhuwJgX-sP14bow.jpgImagem Google Imagens

Obs: Fico feliz porque depois de ler o texto, eu percebo que, sendo duma era onde a tecnologia já começava a evoluir bastante e, hoje em dia, tudo é iphones, computadores de última geração, tablets, relógios assim e assado, onde impera o materialismo, eu não me importo com isso. 

Cliente habitual

mau feitio, 27.12.18

Como todas as pessoas, tenho alguns lugares preferidos (cafés, bares, cabeleireiros, etc.), uns que frequento com mais regularidade, outros com menor, alguns frequento todos os dias, dependendo daquilo que procuro. E, porquê que são meus preferidos? Simplesmente, porque me tratam bem. Independente do estabelecimento e do serviço que este ofereça, até pode não ser 100% em tudo, pode ter as falhas que tiver, uma aparência mais pobre, o que seja. Desde que, me tratem bem e que eu me sinta acarinhada, tem-me para o resto da vida, cometa o erro que cometer, pode contar com a minha presença, se possível todos os dias. Torno-me no melhor cliente que um estabelecimento pode ter. Agora... se, por acaso, eu perceber alguma coisa contra mim, que esteja a ser motivo de piada, arrogância, posta de lado, alguma falsidade ou desonestidade por parte do estabelecimento... seja o que for, por mais mínimo que seja.... pode oferecer a melhor coisa do mundo, mas GAME OVER! Não posso dizer que não voltarei ao sitio, porque essas coisas nunca sabemos, e num momento de necessidade e falta de opção, posso ter de recorrer ao dito estabelecimento, mas diminuo logo a frequência, o sorriso, tudo.
Sou assim para todas as áreas da minha vida. Eu ponho num pedestal quando sinto verdade, carinho... mas, quando acontece o contrário... deixo cair e parta o que tiver de partir.

colaboracion.jpg

 

Imagem do Google Imagens

P.S- pessoal, é só um texto. Mais nada.