Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Será mesmo amor?

mau feitio, 25.01.19

À minha volta, eu vejo todas as pessoas a se casarem ou a viver juntas. E a minha questão é: será mesmo amor? Eu faço essa pergunta porque eu não vejo amor quando olho para muitos casais. Eu sei que não sou eu que tenho de ver nem de saber, não é da minha conta e que o tempo vai esfriando as relações. Apesar de não saber, eu sei.
Quando digo ''à minha volta'' não me refiro propriamente à minha localização geográfica, mas sim, mundo, sociedade.
Mas, é o que leva as pessoas ou parte delas ao casamento ou a viverem com o/a companheiro/a?
Amor será em alguns casos. Mas e noutros? 
Como disse à minha volta, eu vejo  (e, muitas vezes, ouço da boca de terceiros e dos próprios) um enorme desespero por não serem rotulados como solteirões, tias, sozinhos. E na minha opinião,algumas pessoas fazem-no por medo da solidão, vergonha do rótulo ou apenas continuação do ciclo, porque os bisavós o fizeram, os avós o fizeram, os pais o fizeram, porque chega-se a última determinada idade é hora de resolver uma vida, porque ''fica mal'', porque aconteceu engravidar. E por outras razões. Eu tenho várias amigas que namoram mas ainda não deram o nó por opção e são questionadas por isso. Ah... eu também ainda não dei o nó nem tenho laço, de momento. Mas, no meu caso, diz-se que é porque eu sou deficiente e ninguém me pega.  Claro que não que ninguém me pega. Deve ser pecado ou algo do género. Dizem as ''boas línguas'' que se uma pessoa está solteira e tem mais de 20 anos é porque é deficiente ou p*ta ou cabr*o ou é  mau termino de vida, vai ficar para tia, solteirão ou solteirona...ah... também  há a designação ''fora do prazo''. E, para muitas pessoas quem se casa às pressas para esconder a barriga, porque está na hora, porque morrem de medo de ficar sozinhas e serem rotuladas com os nomes mais hediondos, por questões financeiras, porque não vivem bem com a família é que estão certas. O que para mim, é tudo uma parvoíce! Mas assim se pensa. Eu não digo que estejam erradas, pois '' cada cabeça, sua sentença '' e cada qual tem as suas razões e se vivem bem com a sua vida, deixa viver. Mas, se é amor em alguns casos? Atenção que, isto não é julgamento. Apesar de ser julgada e rotulada porque nasci com uma deficiência. Sinceramente? Eu não me vejo assim, nunca me vi assim e recuso-me a ver-me assim. Eu cá, vou vivendo a minha vida, se encontrar laço para  dar nó, encontrei, senão, tenho a minha vida, os meus amigos, sentindo-me bem... 'tá tudo bem. Pois na minha opinião, não temos de fazer nada à pressa, com medo de repressálias e de rótulos, temos sim, que fazer quando e estamos prontos para isso de acordo com a outra metade. porque o amor é lindo, quando o sabemos viver e sentir. Bom... e vocês o que acham? Talvez, seja eu que não saiba nada sobre o amor.
Sempre a desenvolver o pensamento viva e deixe viver. 
Beijs.

istock_82086545_large.jpgImagem do Google Imagens

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    mau feitio 27.01.2019

    É insuportável! Eu tenho 28 anos e estou sempre a ouvir que vou ficar para ti, pq eu tenho uma deficiência. blá, blá, blá... por amor de Deus! Se acontecer, acontece. Há tanto para viver e uma pessoa tem de se reduzir a uma relação?! Chega!
  • Imagem de perfil

    Jéssica 28.01.2019

    Desculpa-me a expressão (por experiência própria calculo que parte desses comentários sejam de familiares), mas há pessoas realmente com pensamentos redutores. o importante é não nos deixarmos influenciar
  • Imagem de perfil

    mau feitio 28.01.2019

    Nunca me disseram ''tu vais ficar pra tia!'' diretamente. Mas sim, parte disso vem da minha esfera social (parentes, conhecidos) e às vezes me perguntam ''onde está o noivinho?'' como se eu tivesse uma pita de 10 anos, e nas entrelinhas, eu percebo o que querem dizer. E... se por acaso, eu estiver a falar com um rapaz sobre chuva ácida, por exemplo, todos ficam a olhar para mim. Como se fosse um milagre um rapaz/homem falar comigo. Mas tens razão, não se pode permitir que nos influenciem e, realmente, eu não deixo. Posso ter cá os meus complexos e (auto) preconceito em relação a algumas coisas, mas acho q todas as pessoas têm qq coisinha contra si mesmas, mas eu acho-me bonita e capaz de assumir uma relação se assim o desejar. ainda não apareceu ''o tal''.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.