Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Recordações amargas. O que é ser professor?

mau feitio, 29.04.19

''again?''

Agora percebo o quanto era intragável!

 

No 2º ciclo, eu tive uma professora intragável.

Antes de contar a história, queria só fazer um parêntese.

Eu sei que os professores também são pessoas e, como tal, os professores também cometem erros e nem sempre agem da melhor maneira, mas há professores... assim como também há alunos que como pessoas, não prestam para nada!

Mas, eu penso que é extremamente importante gostar daquilo que fazemos a qualquer nível da vida, sobretudo quando trabalhamos com crianças/pré-adolescentes.

E é assim: opá, antes de ingressarem no curso de educação, tomem consciência que vocês vão ensinar, ''educar'', acompanhar crianças/jovens em fase de crescimento e, eu sempre ouvi os meus professores que a satisfação de ensinar é ver as crianças a aprender, mesmo que isso levasse tempo e eu tive alguns que tomavam uma aula toda só para fazer com que todos percebessem e faziam-no com a maior boa vontade.

Por outro lado, também tive vários professores que ''davam aulas'' a uma parte da turma e... a outra parte (filhos de pobres ou alunos que precisavam de mais tempo para com-pre-en-der) que se lixasse.

E essa professora era exatamente assim. Dava aula àqueles que queriam (filhos dos senhores e professores, riquinhos ou que percebiam tudo à primeira) e àqueles que pediam para repetir, ela soprava de aborrecimento como uma besta e perguntava sarcasticamente ''again...?'' .

Ó sua besta quadrada o teu dever era ensinar e repetir a explicação quantas vezes foram necessárias!

 

Agora percebo o quanto era intragável!

 

HOJE EM DIA, deve ser uma solteirona, gorda e desdentada!

 

Se eu a visse agora, dava-lhe uma bofetada!!!! Eu respeito muito e, geralmente, gosto de todos, mas eu defino muito bem aqueles que eu considero que foram meus professores daquelas pessoas que apenas descarregaram matéria. Definitivamente, essa gaja não foi minha professora! Verdade seja dita, eu não me lembro do nome de nenhuma dessas pessoas que, só descarregaram matéria. Se me lembro, é porque vivem perto de mim e acabam por se cruzar comigo e, recordo inevitavelmente, dessas situações menos boas.