Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Os sentimentos sabem-se quando se sentem.

mau feitio, 02.12.17
Uma vez disseram-me que nutriam carinho por mim. E eu pergunto, para quê que eu preciso de saber disso se nunca mo mostraram, se eu nunca o senti? Nós precisamos de saber ou de sentir? Ou de saber e sentir ao mesmo tempo? É difícil de compreender. Às vezes, basta-nos saber, mas nada se compara com sentir o carinho do próximo por nós. Ambos são importantes, mas o que pesa mais? Saber ou sentir? Eu desejo que todas as pessoas do mundo sejam felizes, mas isso não muda nada nas suas vidas porque eu nem conheço metade da população do meu concelho, muito menos do mundo. Querer a felicidade, faz de mim boa pessoa, mas não significa que eu gosto de todas as pessoas, que nutro qualquer sentimento por elas porque eu não ando com elas, eu não estou com elas, eu não dispenso o meu tempo para estar com elas, para conhecê-las, logo eu não sinto qualquer sentimento por elas, eu nem sei se me despertariam algum sentimento. Eu penso que, para saber o carinho, o amor, a amizade que outra pessoa nutre por nós e vice-versa é necessário sentir e isso significa demonstração, falar, estar,dispensar tempo para conhecer... só assim é que se pode saber o quanto carinho sentem por nós e vice-versa. Para saber é necessário sentir e se nós não sentimos nem demonstramos, não precisamos de ouvir nem dizer.
 

Os sentimentos sabem-se quando se sentem.


Imagem do Google Imagens