Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Frase do mês


O dinheiro dá-nos poder, ao mesmo tempo que nos enfraquece.

Estou sem ideias para desenvolver a frase do mês. Será que estou a perder qualidades? Pode ser. Mas, ‘bora. É isso. Eu penso que o dinheiro nos dá poder, poder de comprar tudo o que precisamos, vemos, gostamos e até o que não precisamos nem gostamos. Com dinheiro, podemos ir curar uma depressão para Nova Iorque e correr o mundo o quanto quisermos. Com dinheiro, podemos ter a imagem perfeita, então hoje em dia, em que se respeitam mais imagens do que pessoas pois quando se está num ‘’patamar acima’’ (por exemplo, temos o chão e a m*rda está encima e essas pessoas estão a pisar  m*rda. Esse é que é o patamar acima), mas quando estamos no ‘’patamar acima’’ não precisamos de fazer muito para sermos vistos e respeitados. É só ter um diploma a dizer qualquer coisa e ter uma cara de bosta e pronto, já somos parte da nata da sociedade. (quando digo ‘’nós’’ é só maneira de escrever porque estou longe de pertencer à nata seja do que for). Até nem precisamos de trabalhar, mas fazemos o favor à Humanidade, não é verdade? Bom, eu desviei-me um bocado do foco mas, penso que a ideia é essa: quando temos dinheiro, temos poder para tudo ou quase tudo, por outro lado, tornamo-nos fracos (e tolos) porque não temos vontade de lutar nem pelo que lutar, não temos que superar nada nem encarar a vida tal como ela é,temos dinheiro para ‘’tapar’’ qualquer dificuldade que nos apareça à frente, a maioria das pessoas que ‘’andam’’ connosco não gostam de nós, não nos admiram .Só o fazem porque ‘’fica bem’’, por causa das influências e dos patamares. Ao longo do blog, escrevo muito sobre isso. Falo disso nos textos Pessoas de Cartão e Ir de férias?. A minha única pergunta é: e se esse ‘’status’’ acabar,como irão passar as suas férias, que vestirão na festa seguinte, que amigos terão? Dinheiro, dinheiro, dinheiro… enfim…todos precisamos dele. O dinheiro traz estabilidade o que leva à felicidade. Certo? Mas existe um limite. De quanto dinheiro precisamos? Até onde vamos por dinheiro? Eu preciso de me alimentar, de me vestir, de ter saúde, de uma fonte de rendimento, de me sentir segura, de estabilidade, de me divertir e tudo isso envolve e, às vezes exige dinheiro. Mas ao ter isso tudo, precisamos de mais, mais e mais? Não creio. Eu necessito de dinheiro para obter isso tudo e algo mais se desejar, é um direito cometer excessos. Mas, ter dinheiro por dinheiro? Ter amor a ele? Isso não. Nós precisamos de espaço para preencher a nossa vida com outras coisas sem ser dinheiro, a vida é demasiado curta para se ter só dinheiro. Que pobres seríamos nós, não? 
 
 
Imagem do Google Imagens
 

Mais sobre mim

foto do autor

Guardados no baú

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Depois não digam que eu não informei

1-Devido à importação dos textos de uma plataforma para outra, alguns deles surgiram sem espaço entre as palavras, sem pontuaçãoetc. De modo que, alguns posts anteriores a 5 de Nov. de 2018, ainda estão por corrigir. 2-Relativamente às imagens utilizadas no blog, como sempre refiro a fonte no fim de cada post, a maioria delas são retiradas da Internet. No entanto, se algum autor de alguma imagem ''passar por aqui'' e não permitir a sua utilização, por favor envie e-mail que logo que possível a imagem será retirada. As restantes, são mesmo fotografias minhas e outras são criadas por mim com auxílio de alguns programas de edição de fotografia e design. Em todo o caso, eu identifico sempre a origem de todas as imagens e fotografias utilizadas no blog.

Fala comigo em

blogdomaufeitio@sapo.pt