Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Eu gosto

mau feitio, 18.09.17
Eu gosto de coisas e algumas dessas coisas chamam-se pessoas. Eu gosto de coisas e pessoas leves, soltas, como se nenhum mal do mundo lhes pesasse porque, na verdade, nada lhes pesa, são leves.
E gosto de mar e de muito amar, amar, amar e de abraçar. Ah... também gosto de beijar? Sim, penso que sim. Nunca pensei nisso, mas penso que sim. Gosto das manhãs do mês de Agosto, de sorrisos no rosto, de estrelas nos olhos, de sonhos pendurados no teto e sal a gosto.
Gostode mim, da criança que vive cá dentro e pula para sair e que sai vezes sem conta. Gosto de ti e do mundo e das coisas e pessoas que vivem lá dentro. E de quem vive fora do mundo, dentro do seu pequeno-grande mundo, também.
E das cores das pessoas: vermelho, amarelo, preto, castanho... como o arco-íris. Gosto de gente. Gente daqui e d'acolá, tatuada, "rabiscada", sempre conceito, só com pós-conceito. De gente descomplicada. Honesta, profundamente verdadeira. De gente com CARÁTER! Gente que cumpre, insiste e não desiste. Gente com sangue nas guelras. Gente deste mundo e de além, gente da paz e da justiça.  
Gosto do começo e fim do Verão e do ano inteiro. Gosto do frio de Janeiro e das águas mil de Abril. Gosto de todos os dias da semana e de ficar em casa no fim de semana e de amor verdadeiro. De amores de Verão, dos nasceres e pores do sol.
Gosto de Deus, aliás, admiro-o em todas as suas formas e nomes, de todos os países ede todas as raízes. De que eu gosto mais? De tanta, tanta coisa, enormes, pequenas, minúsculas, grandes, de tanta coisa que não cabe em mim o tanto que gosto delas. Gosto de sol, de chuva, de animais, do vento, de crianças, quem não gosta delas? Músicas, cinema, arte... máquinas de escrever, sapatos velhos, filmes, livros. Ah... pois é, lembrei-me agora. Romances, paixões e de outras coisas que não convém dizer aqui. Gosto dos morenos saradões... hum! Do que está aqui e ali e lá. Olá! Gosto de café, sou obcecada. De comer. E de dormir,dormir, dormir, dormir até me secar, mas também gosto de trabalhar até me cansar. E mais? De Fernando Pessoa. E que pessoa... Ou direi pessoas? Hum....gosto do destino, do improviso e do que não estava previsto. Do novo e do velho e adoro o antigo.
Amo os meus amigos e, principalmente aquela que me acompanha, vive impregnada em mim. Sabem quem é? Não digo. É só minha, pertence-me. Ela a mim e eu a ela. Até ao fim. (E que fim será o meu?) Tanto que já me fez sofrer, mas mostrou-me como vencer.
Gosto das cidades, do barulho e da confusão que lá existe e que saudade me assiste do que não tive, do que deixei perder, do que não foi, mas quase, quase foi.
Mas, apesar disso, gosto ainda da vida e de viver sem meio termo, adiamentos nem enrolamentos. Gosto do tempo, porque há tempo para tudo, dizem. Mas, que dor de cabeça por não ter paciência para ter tempo. Eu gosto do hoje, já, agora, imediatamente, de conversas às claras, de jogo limpo, de exatidão e gosto da vida profunda e intensa de fazer tremer o coração.
Gosto de sorrir, das coisas e pessoas boas da vida!


FotoJet.png