Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Aqui sinto-me em casa. E de que falamos na nossa casa com quem nos faz sentir bem? Sobre tudo!

O blog do Mau Feitio

Aqui sinto-me em casa. E de que falamos na nossa casa com quem nos faz sentir bem? Sobre tudo!

O que vais fazer das tuas férias?

Desnecessário!

Quero partilhar um episódio ao qual eu assisti na rua noutro dia.

-Porquê?

-Porque achei desnecessário da parte de um intervenientes e comecei a refletir.

Primeiro vou constextualizar: como em todo o lado, aqui também existem sem-abrigo de todo o tipo e de todas idades e por vários motivos.

Há, particularmente, dois muito chatos que estão sempre a pedir esmola.

Pois bem, um deles passou numa direção e pediu dinheiro para uma sandes a grupo de turistas de diferentes faixas etárias, esse grupo recusou-se a dar e o sem-abrigo continuou o seu caminho, logo de seguida, pediu a um casal também de turistas com a mesma conversa que, por sua vez, também se recusou. O rapaz voltou para trás, nisto, uma pessoa do tal grupo começou a atirar-lhe indiretas, como por exemplo, que ele podia ir trabalhar e que não merecia, explicando ao restante grupo que o dito sem-abrigo era estúpido quando as pessoas se recusavam a ajudá-lo. É verdade que ele responde mal quando se recusam e para o turista dizer isso, de certeza, que eles já se tinham cruzado.

Eu consegui ouvir parte.

É aqui que entra a minha reflexão:

O turista tinha razão, mas porquê? Para quê?  Para quê responder e/ou entrar em confronto com sem-abrigo? Para quê? Se já tinha passado a sua vez, se não foi com ele? Para quê ser o primeiro a provocar e, naquele caso, o único?

O rapaz pediu-lhe dinheiro, o turista recusou, fim.

O que eu diria ao turista:

'' Estás certo! Tens razão. Mas para quê? Porquê? Tu és turista, estás aqui por uma ou duas semanas, talvez uma mês.
Vai conhecer lugares, a nossa cultura, a nossa comida, as nossas paisagens. Não te ' estragues' por tão pouco''

O sem-abrigo em questão quer é isso, que o confrontam para lhe darem palco. 

Na minha opinião, fica muito feio. Quem estava a perturbar mais era o turista que começou a fazer peixarada na rua, até os comerciantes vieram às portas das lojas... o sem-abrigo atirou umas farpas e foi sempre andando até que desapareceu.

E o turista sempre ali a falar mal aos outros e os outros feitos idiotas a darem-lhe palco. 

Enfim.

E assim, surge a minha pergunta:

O que vais fazer das tuas férias? Fazer peixarada noutro país ou ignorar essas ''cenas tristes'' e desfrutar ao máximo?

Eu sei que isso é uma parte chata e feia de todas as cidades, os sem-abrigo, chatos, cheiram mal, invasivos (alguns), mas eles cá têm uma casa enormíssima para viverem com todas as condições. Eles não querem porque têm de obedecer a regras. Muitos vivem lá, muitos outros vivem por aí... 

Relativamente ao sem-abrigo, eu só ignoro. A primeira vez que me respondeu mal, ignoro-o a 100% . Ele tentou umas vezes ainda, mas como viu que eu o ignoro totalmente não tentou mais. E eu não sei o que ele poderá ter dito ao turista, mas ele não é estúpido. Só manda uma boca qualquer, mas não é algo exagerado.

Agora ir para outro país mostrar o pior de mim? Estragar a minha boa conduta por tão pouco? 

Além disso, os turistas não sabem como nós lidamos com essas pessoas de cá. Cada lugar tem o seu costume. Aqui, eu ignoro os que me tratam mal, os que são simpáticos e às vezes me pedem comida, eu compro algo. Dinheiro não dou muita vez, de 6 em 6 meses posso dar 20 cêntimos.

Concluindo, há quem não passe o dia sem fumar, sem beber um copo de álcool, sem beber café e, na opinião que eu penso que é o caso daquele turista, há quem não passe o dia sem uma discussão, por mais pequenina que seja.

Nem todas as pessoas reagem da mesma forma, mas como eu digo sempre, se perturba tanto assim, recorre às autoridades competentes. 

E, mesmo assim, há que manter o nível da boa educação e consciência, bem como, o respeito. 

Já ia eu no fim da rua e ele sempre a falar mal do rapaz que já tinha desaparecido há muito.

Enfim.

E por aí, também acontecem destes episódios?

Beijs.

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Calendário

Junho 2023

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Frase do Mês

Ler o post

Informação

A maioria das imagens e vídeos utilizados no blog são retirados da Internet. No entanto, se for o autor de alguma imagem ou vídeo e não permitir a sua utilização, por favor envie e-mail ou deixe nos comentários que logo que possível serão retirados.
Blogs Portugal

Escrito antes

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D