Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

O blog do Mau Feitio

Há dias assim

mau feitio, 09.12.21

Olá.

São precisamente 02h48 por aqui e, embora esteja cansada e com sono, não consigo dormir.

Então lembrei-me de partilhar convosco o que tenho feito. Na verdade, não ando muito bem.  Na madrugada de segunda-feira, vomitei 2 vezes. Que horror! E até ao anoitecer, não aguentava a cabeça de tanta dor. Passei o dia na cama com calafrios, tive até de encomendar pizza para o jantar porque não consegui fazer nada e bem tentei. Hoje, estive murcha. Aborrecida, cansada, todo o dia com a garganta arranhada.  À noite, decidimos ir à farmácia de serviço para comprar algo, ia comprar amanhã mas tive medo de piorar durante a noite. 

Não sei o que se passa...

O mau feitio anda em baixo. 

Estou cansada cheia de sono e não consigo descansar. 

 

E vocês como estão?

Alguma recomendação?

Beij💋s

Nem de propósito

mau feitio, 03.12.21

Boa noite,

Desde já, quero desejar um bom mês de Dezembro para todos. 

E antes de terminar o dia, gostava de escrever sobre o dia de hoje.

É provável que este dia passe despercebido para muitas pessoas, mas hoje é 3 de Dezembro - Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Ok, ok... eu não vou falar outra vez de mim. Vocês já sabem e se não sabem, saberão conforme lerem o blog.

Ontem eu vi uma publicação no Facebook, uma publicação que já vi várias vezes e nem de propósito, apareceu-me mesmo quando estava a pensava no que podia escrever.

Esta publicação:

263835288_432905508545012_5732787153536540386_n.jp

Bom... à primeira vista é ridículo, não é? Vender fruta cortada dessa maneira... até parece que as pessoas não têm força para tirar a casca de uma simples clementina ou tangerina.

Mas... antes de comentarem ou reagirem, por que não pensam? Por que não pensam antes de postar essas imagens? 
 
Para uma pessoa sem deficiência até pode ser ridículo, demais. Um absurdo. Mas imaginem, para uma pessoa com deficiência cujas mãos estejam condicionadas, isto ''salva-a a vida''.

Por exemplo, eu tenho a mão direita paralisada (não totalmente)  não tenho pegada fina, não consigo descascar nem cortar algumas frutas, por exemplo: melancia (a minha fruta preferida), kiwi, melão,  meloa... as clementinas eu consigo, por isso eu compro clementinas e não compro laranjas.

Às vezes, no Verão apetece-me comer melancia e eu não consigo cortar e quando eu vivia num quarto arrendado não dava jeito de comprar uma melancia, então comprava essas couvetes de melancia, melão, mamão e deliciava-me toda.

E não é só para pessoas com deficiências, também serve muito bem para pessoas que partilham casa e por isso, não têm frigorífico só para si, pessoas que vivem sozinhas... em estúdios mínimos, para o lanche das crianças, elas acham piada a essas coisas. Pessoas que não comem muita fruta, mas ''vá lá... todos temos de comer fruta, de vez em quando.''

Eu, como pessoa com deficiência, digo que ainda bem que criaram essa alternativa de vender fruta cortada. Foram as inúmeras vezes que desejei comer uma melancia, um melão, um kiwi e não comprei porque sabia que não consigo cortar.

Além disso, permite que a pessoa com deficiência possa comer sem ter de pedir que lhe cortem ou descaquem a fruta.

Vocês imaginam o prazer que uma pessoa com deficiência sente em não ter de pedir ajuda e depender da boa vontade alheia, ainda mais, quando se trata de pedir ajuda para comer...?


 

Imagem: Facebook.