Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

O blog do Mau Feitio

Feliz Ano Novo!!!!

mau feitio, 31.12.19

Boa noite a todos!

Não vale a pena falar do passado porque o ano está mesmo a acabar e já não há muito a fazer relativamente a isso. No entanto, tenho de admitir que estive mais ausente da blogsfera na segunda metade do ano porque sentia-me cansada e por isso deixei o blog um pouco de lado. Porquê? Porque para mim escrever é algo que me dá muito prazer pelo que escrevo só quando me sinto inspirada e com energia para tal. Não gosto de me forçar a escrever. Acho que tem de ser natural. Houve muitos assuntos, histórias, momentos que queria ter partilhado com vocês, mas infelizmente não consegui.

Mesmo assim, quero desejar-vos um ano magnífico com todas as maravilhas do mundo.   

Beijinhos 

ffesF E L I Z 

ANO 

                                       N O V O !!! 

 

Tudo a ver... só que não.

O melhor dos dois mundos.

mau feitio, 23.12.19

Não sei se já tinha comentado convosco mas estou a mudar-me aos poucos para a cidade. Nascida e criada no meio rural, a pacatez do campo nunca me fascinou. Sitios pequenos com pouco movimento não são a minha preferência, embora haja lugares que eu adoro na terra donde nasci, por exemplo a piscina natural que é onde eu passo os meus verões desde criança.

De volta a casa para passar a atual época de festa com os meus pais, hoje foi a primeira vez em dois meses que fui à vila fazer compras que a minha mãe me pediu e entre reencontros e conversas, alguém atirou de forma sarcástica e ignorante, vale dizer ''ah... pessoa importante agora''. Por amor de Deus, onde é que uma pessoa que vive na cidade é mais importante de quem vive no campo?! Na cabeça de quem pensa assim. Pois, todos somos importantes, não há mais nem menos do que. O senhor que recolhe o lixo é tão importante como o senhor que se senta numa secretária. Um chinês é tão importante como um africano. Uma pessoa com 9º ano é tão importante como uma pessoa quem o 12º ano ou mais formação. Todos somos importantes e úteis. Uma pessoa que vive no campo é tão importante como uma pessoa que vive na cidade.

Mas o que aquela pessoa disse é a representação daquilo que muitas pessoas pensam e dizem. Desde os 17 anos, altura que saí de casa em busca de  novas ferramentas para a minha vida, sempre levei com esse tipo de comentários na cara, até de familiares bem próximos. Mas nunca pensei assim. Nada do que fiz nem do faço, nenhuma das minhas escolhas foram para obter ''importância'', eu penso que isso tenho desde o dia em que nasci como todas as pessoas do mundo. 

Sinceramente, apesar do carinho que nutro por essas pessoas, sinto pena por pensarem assim. A importância de alguém não reside no lugar de onde nasceu e de onde vive nem no cargo que ocupa nem na marca das roupas que veste nem na casa que vive. Toda a vez que consideramos alguém ''importante'' estamos a diminuir-nos.

A importância de uma pessoa, a nossa importância como ser humano está na nossa essência, naquilo que temos no nosso coração, na nossa capacidade de fazer o bem, de construir.

Eu sou do meio rural e escolhi viver na cidade para ser independente dos meus pais. Porque as cidades têm tudo aquilo que quero na vida: barulho, luzes, movimento... e o facto de me dar uma maior independência.

Mas eu até brinco e digo que sou uma sortuda pois tenho o melhor dos dois mundos. E tenho mesmo!! Sou mesmo uma sortuda.