Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

3 da manhã

...e nada!

mau feitio, 14.10.19

São praticamente três da manhã deste lado e nada de dormir... alguma(s) coisa(s) me atormentam o juízo e... sim eu sei o que são essas ''coisa(s)''. Se existe razão para me sentir atormentada? Ahmmm...sim, não, talvez... quiçá? Mas uma coisa é certa, não é às três da manhã que o mundo vai explodir por causa disso, não é esta hora que vou resolver seja o que for. Às vezes, faço esse exercício quando a noite já vai longa e eu não consigo dormir: digo para mim mesma '' seja o que for que aconteça não é agora, agora são horas de dormir. Dorme!''. Quase sempre resulta, porque me tranquiliza, mas hoje não... eu tenho sono mas não consigo descansar. 

Já pensei em ir comer, mas o quê? Iogurte com cereais... muito frio a esta hora... leite? Só se for quente mas ia fazer barulho... só bolachas? Não dá. Tenho que beber algo.

Enfim.... o diário da Dina às 3 da manhã...

Vou colocar alguma coisa a dar no Youtube a ver se isso melhora.

 

Boa continuação de sono.

 

Pensamento do dia

mau feitio, 06.10.19

Nós estamos aqui a viver em conjunto uns com os outros e, consequentemente aprender e evoluir juntos, mas não cabe a alguém dizer ao outro que ele tem de crescer e ganhar a sua própria força, pois mesmo que isso seja verdade... o outro só vai descobrir quando ele escolher a hora de aprender. 

O ser humano comete um erro enorme porque pensa com os olhos. Pega numa imagem e atribui-lhe um rótulo, depois leva-a para casa e cuida dela. Nem sempre aquilo que vemos e acreditamos porque vemos, é mesmo assim. Às vezes, nós é que não estamos a ver bem. 

Cada um cresce à medida dos seus sonhos, vitórias, necessidades, falhas, qualidades e defeitos. Não vale a pena dizer-lhes o caminho certo porque não há caminho certo... cada um tem o seu. E se cair? Caiu. Não vamos poder estar aqui sempre a amparar todas as quedas.... podemos e devemos amparar algumas, todos precisamos de ajuda, mas todos precisamos (também) de caminhar um pouco sozinhos. Umas vezes, sozinhos, outras de mão dadas... afinal estamos a viver em ''comunidade''. E por isso, podemos sorrir, ganhar, brincar, cuidar uns dos outros, caminhar todos juntos. Mas não me cabe a mim, dizer a quem quer que seja que tem de se fortalecer até porque essa pessoa já pode ter essa força e ser eu que não a veja.

 

Não queiram que eu veja uma coisa que vocês é que não vêem.

Frase do Mês

De Dina Coelho para Dina Coelho

mau feitio, 01.10.19

Tu és a Dina Coelho e isso tem um significado enorme. Significa que ''não andavas, não falavas, não te mexias'' porque nasceste com uma m*rda chamada Paralisia Cerebral. No inicio, só te babavas como se a tua boca fosse uma fonte jamais fechada. Estragavas um par de sapatilhas ou chinelas numa semana por arrastar tanto a perna com a teimosia de pôr o pé esquerdo no chão. Tinhas de o pôr, era a ordem dos médicos que te acompanhavam, como tantas outras: assistir TV com uma colher na boca para criares o hábito de teres a boca fechada, soprar uma vela sem a apagar, etc.

O teu progresso sempre foi desvalorizado por quase todos ao teu redor. Mas, em todas as ocasiões e momentos em que não acreditaram em ti, tu foste lá e mostraste aquilo que és. Desde pequena (mais pequena) és assim; sempre que alguém duvida de ti, tu vais lá e mostras. 

Até aqui, já fizeste (tudo) aquilo que sonhaste um dia fazer, porque disseste uma vez, que a vida seria para ti também. E é!!!!! Com tudo incluído! Mesmo que, às vezes os teus sonhos te tenham traído e te tenham levado para lugares que tu nunca pensaste estar e ''viver'', mesmo assim tu não desististe. Pelo menos, não de tudo.


Por isso e por mais que eu não vou escrever, senão nem amanhã saía daqui, tu vais levar isto até à p*rra do fim. Porque isto não é nada ao pé daquilo que já passaste, viveste e sentiste. 

Como diria um conterrâneo meu, ''para a frente é que Lisboa, grande Dina, grande Mulher!''

Tu consegues! Tu aguentas! Tu podes! Tens essa capacidade dentro de ti! 

Foca-te e o resto que se lixe! MAS VAIS LEVAR ISTO ATÉ AO FIM! 
Ouviste, sua idiota?!