Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

Extremamente desnecessário!

mau feitio, 03.04.19

O que  vou contar já se passou há algum tempo, mas ficou-me na cabeça até agora, porque achei mesmo desnecessário. MESMO! 
Acho que era de manhã, ia eu a descer uma rua em direção ao trabalho ou a subir... já não sei. 
Mas ia eu na rua e próximo de mim, ia uma mãe e dois ou três filhos (digo filhos porque sei que são mas não vou mencionar nomes, ÓBVIO). Continuando... uma das crianças ao ver-me, começou-se a rir do meu ''andar''. Explico, eu tenho a perna esquerda mais curta cerca de 2cm, ando bem mas, às vezes, puxo um pouco, quando mais enferrujada, cansada, doente... isso também depende das pessoas, há pessoas que são distraídas, outras que veem todos os pormenores.
Então... eu ouvi a criança a rir-se e a dizer: ''aquela rapariga anda assim...'', imitando-me. Nisto, a mãe dá-lhe um estaladão! E disse: ''Não gozes! Aquela pequena tem um problema.''... eu não concordo com isso. Eu concordo que, um corretivo só faz é bem. Mas não é preciso um estaladão. A criança ficou atordoada... nesse caso, acho que a mãe chegava a criança para junto de si e explicava o porquê do meu ''andar''. A criança riu-se de mim, mas eu nunca levei isso a mal vindo de crianças. Quando eu também era uma, levava. Mas... agora depois de adulta, basta olhar para as crianças, como quem diz ''eu sei que te estás a rir de mim'' toda séria, que elas param ou se não eu pergunto ''o que é?'' e elas fogem rindo-se e eu a rir-me também. E o que tem? Criança é assim mesmo. Às vezes, perguntam-me porquê que eu nasci assim, eu respondo que saí assim da barriga da minha mãe e  não tem cura, pronto. Não é preciso mais conversas!
Com crianças, a resposta mais simples e verdadeira é a melhor! 

Até porque elas (crianças) não vão assimilar muita explicação. Elas pensam um bocadinho no assunto e aceitam na boa. Na história que contei, era só isso o necessário a fazer-se. No entanto, a mãe esteve errada dando na criança, porque não a ensinou nada.
Há pais que não mexem uma palha para corrigir os filhos, outros que quase os arrebentam de pancadas. 
Querem saber? Antes uma criança do que um adulto. 

 

 

agressivo-620x428.jpg

Imagem: Google

Cartas pra Pepita -Matheus Mazzafera

mau feitio, 02.04.19

Eu sigo o canal de Youtube do Matheus Mazzafera que, tem como objetivo, informar, esclarecer e, sobretudo, entreter e divertir as pessoas.

Há pouco tempo, MatMazzafera inseriu novos quadros no seu canal, para além daqueles que já tinha. Um deles tem o nome de ''Cartas pra Pepita''. Para quem não sabe, Mulher Pepita ''é uma cantora, compositora e dançarina brasileira. Possui notoriedade por ser uma das primeiras funkeiras transexuais do Brasil, e seu trabalho é frequentemente associado ao ativismo LGBT''. E o seu verdadeiro nome é Priscila Nogueira.

Então, no quadro ''Cartas para Pepita'', são lidas cartas de algumas pessoas com o propósito de pedir ajuda a Pepita para compreender os problemas dessas mesmas pessoas, seja qual for o problema. 

E porquê que estou a escrever sobre isso?

Porque, no último vídeo que eu vi desse mesmo quadro, Pepita disse algo que me chamou a atenção e é tão verdadeiro. Durante a leitura de uma carta sobre o problema de uma pessoa que desabafou na carta que, queria terminar a relação mas o companheiro estava a chantagea-la com fotografias íntimas da mesma que mantinha no telemóvel. A resposta de Pepita foi demais!
Depois vocês se quiserem veem melhor no vídeo, porque não decorei o discurso mas é mais ou menos isso:
Se ele quer pôr as fotografias na Internet, deixa pôr. Que ponha!! As pessoas não sabem o que é um peito, o que é um cú? 
Depois de ele fazer isso, o que acontece? Pode se sentir exposta mas, a sua vida continua... e as pessoas que fazem chantagem ficam ali no seu mundinho, a intimidar outra e outra e outra pessoa. A vida delas será sempre essa.

E não é verdade?! Tanto para este caso, como para todos os outros. Às vezes, ficamos amedrontados com cada chantagenzinha tola... e pensamos nisso, nem dormimos até... mas a Pepita tem toda a razão, depois da bomba explodir, podemos ter vergonha, desiludir meia dúzia de pessoas... mas depois do pó estar baixo, a nossa vida continua e essas pessoas continuarão ali a arranjar outra presa.

Opá... queres contar o que sabes sobre mim? Publica no Facebook, cria um evento. Faz uma festa para isso.

Quando a gente começa a ver os vídeos parece uma coisa cómica, sem sentido, mas se vocês continuarem a ver os vídeos, verão que Pepita diz certas coisas que faz pensar e que são verdade!

Para tirar uma conclusão, para conhecer e decidir que se gosta ou não, é preciso dar tempo ao tempo.

 

 

 

 

Beijs.

 

Fontes:

https://www.youtube.com/channel/UCL7Bgplfmp-9hF1ghndgxng/videos

Wikipédia

 

Frase do mês

mau feitio, 01.04.19

Quer queiramos, quer não, a verdade é que no fim (todos somos) substituíveis... ou não. Será?

 

Eu defendo sempre que cada um de nós é exclusivo, único e especial, cada um do seu jeito mas será que ninguém é insubstituível? Será que esse pensamento é inalterável, não tem exceções...? Humm... vejamos. Como já disse antes, eu inspiro-me em acontecimentos da (minha) vida, naquilo que vejo ao meu redor para desenvolver a frase do mês e andei a prestar atenção em algumas coisas. Por exemplo, quando desistimos de fazer alguma coisa ou quando decidimos partir para outro lugar..., podemos surpreender as pessoas à nossa volta, que pensavam que nunca tomaríamos tal decisão. Mas, logo que saímos de cena, o nosso lugar vaga e, obviamente, que não ficará vazio para sempre. Rapidamente, aquele lugar é ocupado, aquela pessoa é substituída, o trabalho dela é tomado por outra pessoa. Certo? Hoje em dia, mais ainda pois tudo é considerado descartável. Infelizmente.
Quando terminamos uma relação, sofremos, choramos, depende (às vezes, não). Pelo menos temos uma fase de luto. Após essa fase, conhecemos outras pessoas e, mais tarde ou mais cedo, acabamos por preencher aquele buraco. Ou seja, é substituído algo ou alguém ali. 
É assim que a sociedade de hoje pensa, raciocina e age. não está bom, outro.'' ''NEXT!''  ''vai-se embora, sentimos muito. Mas já tem outro para o lugar.''.
Por um lado, ainda bem. Porque já pensaram, se toda a vez, uma pessoa desistisse de um trabalho, fosse para outro lugar...  se aquele lugar que ocupava, ficasse permanentemente vazio o mundo não avançava, não produzia, era quase tudo deserto, não havia circulação, mudança, novidades.
Por outro lado, acho que as pessoas banalizam-se, desvalorizam-se demasiado e desligam-se num abrir e fechar de olhos umas às outras ao dizer e pensar: ''esta não quer, há quem queira. NEXT!'', isto para o que for. Bom, eu não concordo com isso no sentido que, cada pessoa que chega e cada pessoa que parte, teve e tem o seu momento e o seu trabalho, dá e deu o seu contributo.
Acho também que não devemos ficar a pensar nisso ao ponto de não fazer mais nada da vida. Mas afinal, somos ou não substituíveis? Bem, a minha opinião é esta: depende do que se trata e do é que se substitui, porque ser pessoa não é ser corpo, é ser espírito. Pode-se substituir o invólucro, mas jamais o conteúdo. Para Deus, somos um. (eu sou crente em Deus). Claro que seremos substituídos no trabalho, mas o nosso jeito, a nossa forma de fazer aquilo é só nossa. Só nós é que fazíamos daquela maneira específica. Os nossos ex-companheiros(as) encontrarão outras pessoas e nós também, mas aquilo que foi dado por aquela pessoa que partiu, só aquela pessoa é que nos deu daquela maneira. Aquilo que vivemos com amigos, pertencerá só às experiências que vivemos com aquelas pessoas e só daquela maneira, por mais que se repitam, não será da mesma maneira. Posto isto, tudo o que é invólucro é substituído, mas tudo o que é espírito, pensamento e sentimento não é. Jamais será. E pessoa é ser espírito, pensamento e sentimento.

E... será que não há ninguém para a qual somos insubstituíveis? 
Respondendo só por mim, não sei  se o sou para alguém e, muitas vezes, tenho o sentimento que algumas pessoas, ficaram aliviadas pelas minhas partidas/desistências. (tento não alimentar esse sentimento). Porém, vivo momentos na minha vida que dou por mim a pensar (recordar): ''se a Marcolina tivesse aqui...era tudo diferente.'' Assim como, a ''Marcolina'' se o ''Ambrósio'', o ''Jacaré'' ainda tivessem aqui, era tudo tãoooo diferente. Ou seja, são e foram pessoas insubstituíveis na minha vida. Por outro lado,  eu não sei se a ''Marcolina'' se o ''Ambrósio'', o ''Jacaré'' se recordam de mim, se me substituíram, se tiveram dificuldade ou não em fazê-lo.Mas também sei que algumas pessoas sentem a minha falta (todos os dias). O ato de substituir uma pessoa (que na verdade, não se faz), depende de cada um, dos seus sentimentos, personalidade, carácter, da sua sensibilidade...

Bom é esta frase do mês de Abril.

E vocês concordam?
Existe alguém insubstituível nas vossas vidas? Conseguem fazê-lo com alguém?

Beijs.

Pág. 3/3