Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

+ factos sobre mim

mau feitio, 21.09.18
 
Eu choro pela morte de todas as pessoas do mundo. Mesmo que eu não conheça, mesmo que não preste para nada. Basta ver na televisão ou saber que alguém morreu que, quando eu estiver sozinha eu começo a chorar. É logo. ‘’morreu o Jacinto de tal de não-sei-onde’’, já estou chorando. Porquê? Morreu uma pessoa, um de nós.
Eu falo sozinha! Muito. Desde que esteja sozinha começo logo um monólogo. Tenho imensas e longas conversas comigo mesma, com Deus, com a vida... então com o burguês e o zumba tenho conversas infinitas com ambos, com as panelas..., Já procurei saber se isso é um problema, mas até onde me disseram, não é porque não é a toda a hora e não é com pessoas ao meu lado. Não estou num café a falar sozinha, óbvio. Nem imagino ninguém ali comigo nem sinto necessidade de ficar sozinha para fazer isso. Cá sei… falo alto sobre o que vou fazer, o que tenho de fazer… por exemplo.

Odeio canela! Maldito português que a descobriu e maldita hora que veio para Portugal! Que sabor horrível! Sinceramente, estragam-se muitas comidas por causa disso. Fazem comidas espetaculares e põem canela… para quê?!  Canela  como enfeite num doce, arroz doce, por exemplo, agora cozinhar com canela?! Não!! Caril é a mesma coisa. Quem inventou isso? Para quê que usem na comida?! As pessoas não têm paladar?!
 
Estou sempre a sorrir! Eu acho que durmo a sorrir. Devo dar imensas gargalhadas a dormir, por acaso, já acordei a rir. Às vezes, algumas pessoas ‘’riem-se disfarçadamente’’ desse fato, mas nem me importo. Eu adoro sorrir e rir, é tão bom!
 
Quando eu não gosto de alguém, EU NÃO GOSTO! Há pessoas que conseguem pôr um sorriso na cara, não vou dizer que nunca omiti, mas regra geral, eu não consigo! E, mesmo que, às vezes consiga ‘’esconder’’, podem acreditar que, as pessoas de quem eu não gosto, sabem que eu não gosto delas, não que faça questão de mostrar, mas eu fico com uma azia…
 
Eu como muito! Não parece porque sou pequena e magra, mas há dias que chego a comer 8 vezes por dia e consigo comer uma pizza inteira e bebo 1L ou 2 de leite por dia. Passada a fase da escola em que não comia muito com a mania de não querer comer, assim a partir dos 17, 18 descobri que comer é algo magnífico. DESDE QUE NÃO ME VENHAM com canela, caril ou outras especiarias ou só saladas, invenções... essas coisas. 

BASTA!

mau feitio, 20.09.18
Eu vou dar a minha opinião curta, grossa e direta sobre maus – tratos a crianças: Sinceramente, eu ACHO que devia haver uma lei única a nível mundial que atribuísse pena de morte a qualquer adulto que maltratasse, não importa como, uma criança! 
A sério, o que as pessoas têm na cabeça? Que pais agridem os filhos violentamente, deixando-os com marcas físicas e psicológicas? Que animais é que abusam sexualmente duma criança?! Que professores são esses que reprimem as crianças? Que educadores são esses que diferenciam as crianças? Que auxiliares de educação são esses que chantageiam as crianças? Que baby -sitters são essas que descurem das crianças? Que de raça que essa gente é?!  Eu não sou Deus e que Ele me perdoe mas era a M O R T E!Nem precisavam de sofrer, era assim: maltratou uma criança? Páh! Uma bala nomeio da testa. Devia ser a nível mundial! Não tem paciência para crianças? Não estejam com elas! Não sejam professores, não sejam educadores, não trabalhem com elas, NÃO SEJAM PAIS! Mas, se forem porque simplesmente aconteceu, recorram a autoridades para encontrar uma família que cuide, proteja, que as ame, se não querem ter essa responsabilidade, se é demais para vocês! Se sabem que não têm paciência de criar, cuidar, dedicar a vossa máxima atenção, amar NÃO ADOTEM!Não se envolvam com ninguém que já tenha filhos, se não é essa a vossa vocação! Se estão em abstinência sexual, paguem um(a) prostituto(a). Procurem um psicólogo, um psiquiatra, alguém da vossa idade, do vosso tamanho. E, POR UMA VEZ POR TODAS, NÃO MALTRATEM CRIANÇAS! Sejam pessoas! Ninguém é obrigado a amá-las, a cuidar, a criar. Só quem se compromete a isso. Se não se querem comprometer com isso, façam o vosso papel como cidadão de recorrer as pessoas competentes, informem-nos da situação ocorrente ( se não querem criar, se não têm meios...) mas passem longe! Mais vale assumir que não estão dispostos, do que tratar uma criança mal. Mais vale ser como a Juno. Juno é um filme que conta a história de uma adolescente que engravida e decide dar o filho a uma família que realmente quer ter filhos, pois ela ainda não se sente preparada para ser mãe. Ela foi mais madura do que muito adulto. E, antes de tirar um curso para trabalhar com crianças ou aceitar isso, se não têm paciência para ''sofrê-las'', procurem outro caminho. BASTA DE MALTRATAR CRIANÇAS!


Imagens do Google Imagens
Colagem e edição da minha autoria

Sorrir é imperativo!

mau feitio, 20.09.18

Mesmo que o dia não comece com o sol raiando, mesmo que a chuva seja intensa, mesmo que estejamos longe do caminho desejado e, apesar de todas as dificuldades, contratempos, dúvidas indo na nossa direção com a mortífera espingarda apontada à nossa cabeça. Mesmo que ninguém nos acredite, mesmo que todos zombem de nós, mesmo que nada aconteça, mesmo que a rotina seja a mesma dia após dia, mesmo que todos os nossos sonhos e planos tenham falhado ou saindo ao contrário, mesmo assim, é imperativo sorrir sempre!Mesmo que as canelas nos tremam, mesmo que dê errado, é imperativo de sorrir! Porque o sorriso traz alegria e alegria ilumina o dia e um dia iluminado limpa a maldade do mundo e floresce a vida. E a vida precisa de sorrisos de almas felizes e esperançosas de que o que está mal hoje será bom amanhã. Precisamos só de sonhar trabalhar, lutar, acreditar, nunca desistir e viver a sorrir para a vida! 


Imagem do Google Imagens

Verão feliz!

mau feitio, 03.09.18
Olá pessoal!

Já entramos em Setembro. O Verão está quase, quase a terminar mas, mesmo assim, vou falar sobre algo que eu vejo que preocupa a maioria das mulheres e que eu acho um exagero. Não acho que seja uma tolice mas, às vezes, passa dos limites da preocupação. Eu estou falando do aspeto físico que tentam obter nesta época do ano. Preocupem-se mais com a aparência do que com os cuidados reais a ter com o sol.
Eu não sou a pessoa mais cuidadosa do mundo mas, ponho protetor 50+ pelo menos 2 vezes quando estou exposta ao sol, bebo água e vou comendo alguma coisa ao longo do tempo em que estou na piscina para não desaparecer. No entanto, aquilo que eu percebo nas outras mulheres à minha volta é a preocupação com a marca de biquini, com o óleo que bronzeia, com a cor do biquini que combina com o tom de pele, com os shorts mini, com a blusinha, com as cicatrizes que se vão ver, com a celulite, com as estrias que se vai perceber, o creme a usar depois para manter o aspeto…. Só 10 minutos dessa conversa e já fico cansada para o ano inteiro. Eu concordo que temos de nos sentir bem na nossa pele e usar aquilo que nos conforta e que gostamos mas, dicordo que andemos uma estação inteira a olhar para isso como se fosse uma obrigação. Afinal, se eu me sentir bem por dentro, sentir-me-ei bem por fora. E, penso que devemos cuidar de nós o ano inteiro para o nosso bem-estar, qualidade de vida e saúde e não para os outros nos avaliarem. 
Eu cá vou à praia para descontrair ou me divertir com amigos, se for o caso. Não me preocupo muito com a imagem que passo. Sinto-me bem, sinto-me bonita e acho que isso se vê. Sentir-se bem com a sua pele é o melhor bronzeado que alguém poder. Eu penso que, essas pessoas que ‘’trabalham’’ arduamente para uma aparência, esqueceram-se de ‘’trabalhar’’ para serem felizes.



 

Frase do mês

mau feitio, 01.09.18
Eu quero o mundo todo num beijo.   


Um beijo de longe, de perto. Um beijo de quem gosto. Um beijo do mundo. Que tem? É só um beijo e por isso tem de ser com tudo. Com cores, sabores e sorrisos. Pode ser só no rosto. Seco, molhado, duradouro. Não faz mal. Dás-me um? Um doce? Um beijo de morte? Escolhe tu! Eu  só quero um mas, que venha com tudo, como se o mundo estivesse dentro dele. Um beijo que, ao toque se sinta todas as estações do ano, todos os continentes, todos os sóis, todos os ventos e todas as pessoas do mundo. Beijo é bom se vier do bem. Beijo de criança com bigode de leite da manhã. Beijo de mãe, pai e filho. Beijo tamanho do mundo. É só isso que quero. Um beijo. Um beijo que mate esta saudade de quem eu amei sem ter amado, de onde eu sofri mais do que fui feliz e, ainda assim, morre-me o ser por estar longe. Vai-se lá entender a saudade… dá-me um beijo do meu amor. Gostoso, apertado, quente… só um. Eu quero o mundo todo num beijo porque o meu amor é do mundo.