Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

O blog do Mau Feitio

Experiências, histórias, poesia, opiniões, dia a dia, dramatizações, descontração, gargalhadas infinitas, amigos, momentos, livros, filmes, TV, músicas, pessoas, coisas da vida, do mundo e mau feitio.

‘”A minha religião é Deus”

mau feitio, 28.08.17
Como vocês devem saber, a frase ‘” A minha religião é Deus” não é da minha autoria, mas é algo que mantenho bem presente e definido na minha vida. Nasci, cresci e fui criada na religião católica, mas a maioria das minhas más memórias estão ligadas à religião. Desde que me lembro, nunca me senti inclinada para seguir as tradições religiosas, por exemplo, ir à catequese todas as semanas durante 1h3o (acho eu) que sacrifício. Dizia-se que as crianças que não fossem à missa ou que não soubessem as orações todas, não passavam de ano de catequese. Pelos vistos,Deus entendeu o meu lado, pois nunca fui à missa e até hoje não sei rezar nem metade e passei sempre. Posso estar a cometer um pecado por estar a escrever isto. Que Deus me perdoe. Mas foi um terror. Aquela obrigação, porque toda agente ia, fazia, porque fica feio se não fizermos também. Depois, as comunhões,a preparação, as provas de vestidos e vestidinhos, as rendas dos vestidos que me faziam comichão com o calor insuportável que se fazia em pleno Verão… irra!As procissões... ter de ir a passo de música, parar, andar, parar... aff! Detestava isso. As Domingas… (é uma tradição que se realiza em honra do Divino Espírito Santo, nos Açores), ter de me levantar cedo, vestir aqueles vestidinhos de renda e ir aos tremeliques de frio pela rua, quase a cair de sono… ai, socorro! Depois assim, assado, cuidado, silêncio, atenção.  Que militarismo! Obrigações, obrigações…
Assim que pude, libertei-me.  Sempre acreditei que Deus quer que o sigamos com vontade e não por obrigação. E, desde então, sigo a minha religião: Deus. A única em que acredito e adoro. Um Deus que é Natureza, Cristão, Islâmico, Hindu, um Deus que abriga todas as pessoas de todo mundo nos seus braços sejam brancos, negros, amarelos, vermelhos, com incapacidades, orientações sexuais diferentes... um Deus que não escolhe raças,condições nem estatutos, que não discrimina e, sim acolhe. Um Deus que não obriga,mas que convida, que não ofende, mas sim, fortalece. É nesse Deus que eu acredito. Aquele que está num altar de uma igreja, no meio da Natureza e dos animais, a caminhar na rua ou sentado ao lado de cada um de nós. Eu acredito no Deus em que me educaram a acreditar, mas não da forma como mo mostraram, mas da forma que eu acredito que existe: livre para amar e ser amado, que em Seu nome só faz amor e promove paz, união e harmonia entre todos. Esse sim é a minha religião, uma religião do bem e do bom, do possível, de todos e para todos, sem medidas, sem trocas, sem pagamentos, sem anúncios nem ditaduras impostas em nome de Deus.
 
Deus e somente Ele é a minha religião. E a forma como manifesto a minha fé é só entre mim e Ele.
Imagem do Google Imagens
 
 

Dicas para aproveitar o tempo, antes que ele se aproveite de ti.

mau feitio, 21.08.17
Ok... todos nós já tivemos momentos da nossa vida que, por alguma razão, estivemos mais sozinhos do que em companhia. Às vezes, não tem nada a ver com o facto de sermos antissociais ou sermos odiados pela sociedade. Há momentos assim na vida ou simplesmente, dias e horas mortas em que não há nada para fazer ou até mesmo uma pessoa cuja personalidade prefira estar mais só do que acompanhada. E não, isso não é anormal. É uma escolha de vida. Mas, por vezes, temos de encarar o tédio por não termos outro remédio, certo?
Por isso, tive esta ideia de fazer uma lista com algumas dicas para passar o tempo com qualidade em simplesmente desperdiça-lo, quer no trabalho (DEPENDE DO TRABALHO), quer em casa.
Cá vamos nós... no trabalho, se tu te encontras naquela situação em que tens muitas horas mortas, por isso, passas muito tempo sentada/o (como eu) eis algumas ideias:
 
·       Aprende algo novo (um idioma, receitas, por exemplo), algo que tu possas aprender no teu local de trabalho. Certamente, não vais praticar como plantar uma árvore se trabalhas num escritório, porém, podes ver como se faz se tiveres acesso à Internet ou se tiveres um livro.
 
 
·       ''Visita" um país. Qual é a tua viagem de sonho? Paris? Londres? Caraíbas? Nova Iorque? Então prepara a bagagem. Como? Um caderno, uma caneta, Internet ou o guia do país (lugar) ou ambos serão tudo o que precisas para a viagem. Tu podes conhecer o mundo todo sem saíres do lugar,  ou melhor, até saíres. Porque se ainda não saíste, não quer dizer que não saias. Enquanto isso, podes preparar a tua viagem. ☺
 
 
·       Escrever é um ótimo antisstress. Não precisas de ser um expert na matéria. Escreve sobre o teu dia, os teus pensamentos, as tuas ambições...  cria um blog. Faz uma lista de coisas a realizar nas férias ou daquelas loucuras que sempre quiseste fazer.
 
Não estejas sempre sentada/o.
 
 
 
·       Aproveita para organizares o teu ambiente de trabalho e para teres novas ideias para melhora-lo.
 
 
Estuda e aprende mais sobre o teu trabalho. Por exemplo, o meu trabalho consiste em receber turistas e isso não é algo previsível. Podem entrar 20 pessoas numa hora, como posso não receber nenhum gato pingado durante 3 horas. Então... eu, como tenho ao meu dispor Internet e PC, estudo inglês e outras línguas, por exemplo. Nunca deixo perder o hábito. 
 
·       Ler. Ler é sempre uma boa opção para passar o tempo.
 
 
·       Atualiza-te sobre o mundo à tua volta.Cultiva-te. Dica: faz jogos de cultura geral.
 
Bom, para o contexto de trabalho, são algumas ideias que podes pôr em prática. Todos os dias faz um pouco. Também podes escolher por não fazeres nada e se for essa a tua escolha,  mas tem atenção à postura. Sorriso na cara. Mantém-te atento ao que se passa ao teu redor. Mesmo que estejas intensamente aborrecida/o, arranja forma de não transparecer. Lembra-te de que estás no teu local de trabalho e não na esplanada do café.
 
E agora, em casa... tu és rei/rainha e senhor/a! E podes fazer tudo o que escrevi acima: aprender novas coisas, organizar e otimizar o teu ambiente, escrever, pesquisar sobre algo que queiras conhecer, ler, atualizar-te...e mais, podes sair, fazer desporto, ouvir música, ver filmes, comer, dançar. Estar com crianças e animais é muito bom. Podes voluntariares-te para ajudar em alguma causa, se tiveres jardim, podes dedicar-te à jardinagem ou a outra atividade qualquer que te leve para o meio da natureza. Há milhares de coisas que podes fazer em casa e nos teus tempos livres. É só pensar, imaginar e realizar. Eu sei que nem sempre ou nem todas as pessoas têm possibilidades financeiras para gastar dinheiro na rua e...  nessas alturas pensamos:  '' vou sair para ver toda a gente nas esplanadas, a comer, a beber... e eu não posso ''. Só isso, às vezes, prende-nos em casa. Mas... podes fazer o teu piquenique... preparar um lanche e ir para um jardim, um parque... levar a tua playlist ou um livro ou ambos e descontrair. Capiche? ;-)
 
A ideia essencial é não deixar que o tempo e alguma solidão que possas estar a sentir tomem conta de ti. Tu é que tens de ter as rédeas do teu tempo.
Pronto, espero que tenhas gostado das minhas ideias. Já deves saber isso, mas pronto... 😉😄😀☺😎
 
Só um conselho: se te sentires sozinha/o, muito mesmo, procura ajuda e faz de tudo para contrariares esse sentimento. Não a alimentes. Cuidado com a solidão. 🖤 vai contra essa vontade monstruosa de te fechares porque quando sentimos-nos sozinhos, tendemos a isolar-nos ainda mais. Não faças isso. Mas não estejas com pessoas só para não estares sozinha. Encontra um equilíbrio. Pede ajuda.
 
 
Mas porquê que escrevi isso? 
Porque já me senti extremamente sozinha, mas naquela altura, não tive o discernimento preciso para não me enterrar e deixei que esses sentimentos tomassem conta de mim por completo.
 
 


 
 
 
 
 
 
 

Três verdades sobre moi!

mau feitio, 04.08.17
1- Muito raramente desisto! Sou muitopersistente, insisto, insisto, insisto!!!! Quando quero e quando acredito! E,ainda bem que acredito!
 
2- Sou verdadeiramente rancorosa! Tudo o que mefazem, levo para o caixão. E não vale a pena, amaciarem-me o pêlo, depois dofrasco rachado não há cola que o conserte.
 

3- Quando eu acredito que estou certa, ninguém me tira a razão, nem o diabo e vou até ao fundo da questão até cansar.

Maravilhas do mundo

mau feitio, 04.08.17
Hey 😍
Hoje vou dar-vos a conhecer uma lista feita por mim sobre o que eu considero ser algumas das maravilhas do mundo. Pode não estar todas aqui, mas à medida do tempo eu vou completando. Não tem uma ordem específica, escrevi à maneira que me fui lembrando.                      
Aqui vai:

·       Crianças;
·       Animais;
·       Pais (família);
·       Pessoas;
·       Livros;
·       Conhecimento;
·       Um dia intenso de chuva;
·       Sol;
·       Água;
·       A nossa própria companhia;
·       A nossa casa;
·       Silêncio;
·       Um momento de oração;
·       Equilíbrio;
·       Comer;
·       Chá;
·       Café;
·       Amor próprio;
·       O primeiro amor;
·       Amar e ser correspondido;
·       Alma harmonizada;
·       Caráter;
·       Bondade;
·       Fazer o bem;
·       Sorrir;
·       Um amigo;
·       O desconhecido;
·       Viver;
·       Paz interior;
·       Ter pessoas que gostem de nós
·       Arte;

·       Ser feliz!
Fotografia da minha autoria