Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O blog do Mau Feitio

O blog do Mau Feitio

Resumo da Semana

mau feitio, 26.11.22

Olá, olá.

Então como vocês estão?

Esta semana começou com consultas, análises, exames. Só rotina. Mas, quando se entra num hospital e se sai, fica-se com a sensação que o dia passou e não se viveu.  Não é?

Depois, esse tempo sempre húmido e chuvoso... Eu gosto de chuva, mas não dá jeito nenhum esta humidade, fica tudo 

Foi uma semana meio a-b-o-r-r-e-c-i-d-a, com mistas emoções. De acordo, com o post (não é público) A ferver por dentro que escrevi ontem, tenho de trabalhar o poder de encaixe, porque senão explodo.

Ainda vai dar para o torto... ai se vai. Não sou muito paciente. Muito menos, quando sinto que me estão a fazer de tola. 

Bom, a ver se a semana que vem será melhor.

E a vossa semana, como correu?

Beijs.

checklist-na-gestão-de-facilities.jpg

Imagem do Google Imagens

Lamentável!

Falta de bom senso, maturidade e compaixão

mau feitio, 16.11.22

Na Segunda-feira de manhã fui à cidade resolver uma situação e à porta de um escritório que por acaso não sei do que se trata, estava um senhor a dormir no canteiro de flores que pertence a esse mesmo escritório. 
Pelo aspeto, não era um sem-abrigo mas talvez, um sexagenário com um copo de vinho a mais (neste caso, um pacote).
Na minha opinião, o que é lamentável não é tanto a situação em si, claro que é triste e a mim faz-me pensar onde está a família dessas pessoas, os filhos, se os têm... Como devem passar o dia,  se comem, têm para onde ir? É lamentável sim, mas não é tão lamentável como o facto de outro senhor de 50 anos mais ou menos, todo aprumado que com certeza não lhe deve faltar nada sair do escritório, pelo que me pareceu trabalha nesse escritório, para tirar fotografias ao senhor a dormir para partilhar, provavelmente, nas redes sociais ou  fazer uso daquilo de outra maneira. E sem autorização.

É uma grande falta de bom senso, maturidade e compaixão!

Simplesmente, não se goza dessas pessoas nem dessas situações, porque são pessoas que já perderam o rumo da vida.
Eu não sei o que leva alguém para a rua... Sim, na maior parte das vezes, a culpa é das próprias pessoas mas quem somos nós para julgar? Não sei onde estarei amanhã... a verdade é essa.
Que eu tenha sempre sabedoria e discernimento para contornar o pior, mas é preciso saber viver e eu considero que a linha que separa o discernimento do deslumbre é muito ténue. Qualquer um de nós pode cair nas teias da vida e acabar sem nada, perdidos na rua, na droga, na prostituição e na mais gélida solidão.
Nós não sabemos. 
Às vezes, tivemos tudo e acabamos sem nada ou vice-versa e, às vezes, nunca tivemos nada e acabamos sem nada. 
Por vicissitudes da vida ou por própria culpa, isso são vidas muito frias e cruas que quando se entra é muito difícil retornar. Há quem tenha essa força e parabenizo essas pessoas mas há quem não...

Só nos resta ter compaixão e deixar estar. Se não incomoda, deixar estar.

Quanto ao senhor a dormir, tenho a impressão de já o ter visto nas ruas mas também não sei a história de vida dele, até pode viver num abrigo mas como não é permitido entrar alcoolizado nos abrigos, poderá ter adormecido ali. Digo isto, pelo aspeto.  Até podia ter a família à procura dele, não sei... Mas não me parece ser muito lúcido das suas ações.

Só acho que é escussado gozar com essas situações. Tamanha necessidade foi aquela de se levantar da sua mesa de trabalho a rir-se e tirar a fotografia deliciado com a imagem. Pobre de espírito. 

Se realmente estivesse a impedir o bom funcionamento do escritório alguém que o acordasse ou senão, chamavam a polícia municipal e pronto.

Enfim... Sinto vergonha alheia por ver que pessoas que estão bem na vida estejam a rir-se às custas dessas pessoas e situações.

Obrigada pelo destaque!

mau feitio, 15.11.22

Oi, oi!!

Tãaaaaaaaaaaaaao feliz!! Iupiiiiiii!!!

Mais um destaque na conta do O Blog do Mau Feitio. Muito grata Sapo.

Quando escrevi o post 32 não pensei que fosse destaque. O destaque vai, sem dúvida, para o bolo delicioso e incrível que a minha querida mãe fez e não propriamente para o post.

destaque.png

32

mau feitio, 14.11.22

No passado Domingo dia 06 de Novembro, eu completei 32 anos.

Que horror!! Já?

Sim, parece que sim, apesar de eu estar fisicamente nos 15 anos desde o dia que os fiz. 

Ontem, fui passar o Domingo a casa dos meus pais como sempre faço de 15 em 15 dias, chegando lá dei de caras com este presente docinho:

315519401_1659940267736064_8652872921319684395_n.j

Pode parecer comprado, mas foi feito pela minha mãe. 

Sinceramente, não estava à espera. Não porque é algo que a minha mãe não faria, obviamente que ela faz sempre o melhor para a família e anda sempre com essas surpresas, mas não estava a contar porque desta vez, ela não deixou escapar nada... Normalmente, ela dá sempre a dica: ''tenho uma surpresa...''. E também, já passou uma semana que nem sequer me ocorreu que ela pudesse ter um bolo de aniversário para mim em casa.

Além de lindo, estava delicioso!

Boa semana!!

Beijs.